Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Eleições 2013: Presidente do MDM apela ao recenseamento massivo

O presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango, apelou, este sábado (23) aos delegados da zona sul do país a mobilizarem os cidadãos moçambicanos a participarem do processo de recenseamento eleitoral que inicia no próximo dia 25 de Maio.

Simango, que falava à margem do seminário de formação de delegados das províncias da zona sul em matéria eleitoral, disse que esta é a única forma de garantir maior participação nas eleições e, também a transparência do processo.

“Se não recensearmos, aqueles comunistas vão recensear até as pessoas que não existem. Por isso, se queremos fazer face a isto, temos que mobilizar pessoas a recensear”, sublinhou.

No entanto, para que este desiderato se concretize, é preciso que as estruturas do partido funcionem devidamente desde a base até ao topo, explicou o líder do MDM.

“Neste partido, não queremos ouvir que houve roubos de votos. Esse vocabulário aqui não funciona. Nós temos que trabalhar para evitar esses acusações”, disse.

Noutro desenvolvimento, Simango questionou a postura do Governo face ao agente da Polícia da República de Moçambique (PRM) que baleou mortalmente um jovem no bairro T3. Para o dirigente do MDM, não se justifica que o mesmo Governo que se pronunciou aquando do assassinato, recentemente, pela sul africana, do jovem moçambicano, Emídio Macie, permaneça agora no silêncio diante deste novo caso.

Matola na mira do “Galo”

O Município da Matola, local onde decorre o seminário do MDM, neste fim-de-semana, é um alvo já identificado por este partido para as próximas eleições autárquicas. O líder do MDM deixou ficar a intenção de “libertar” aquele Município dos seus actuais dirigentes.

“Nós queremos mostrar a Matola que nós somos melhores que os outros,” disse Simango, acrescentando que “qualquer partido quando entre nas eleições autárquicas quer ganhar maior número de Municípios.

Simango não deixou de se referir ao facto de, em pouco tempo, o MDM ter conseguido “arrancar” dos que ele chama de comunistas (referindo-se a Frelimo) duas, das quatro maiores autarquias do país.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!