Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Eleição de presidente da Comissão da União Africana adiada para 2017

A eleição dum novo presidente da Comissão da União Africana (UA) que devia decorrer segunda-feira em Kigali, no Ruanda, foi adiada para o mês de Janeiro de 2017.

De acordo com a agência PANA, os três candidatos em liça para substituir Nkosazana Dlamini Zuma da África do Sul são Specioza Wandira-Kazibwe do Uganda, Pelonomi Venson-Moitoi do Botswana e Agapito Mba Mokuy, actual ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Internacional da Guiné Equatorial.

Na perspectiva das eleições de segunda-feira, a candidata do Botswana recebeu mais votos, mas não recolheu a maioria necessária dos dois terços pelo que não foi eleita.

“A eleição dum novo presidente da Comissão da União Africana (UA) foi adiada até à cimeira de janeiro de 2017 para permitir aos novos candidatos postular”, declarou aos jornalistas o comissário da União Africana para os Recursos Humanos, Ciências e Tecnologia, Martial De-Paul Ikounga.

A eleição foi adiada, segundo fontes autorizadas, porque nenhum dos candidatos obteve a maioria. Num tal caso a eleição é suspensa e adiada porque a maioria dos países são declarados indecisos. É porém provável que novas regras venham a ser estabelecidas quando a eleição for retomada, segundo as mesmas fontes.

“Os três candidatos não puderam inspirar a confiança dos Estados-membros para desempenhar as funções e as responsabilidades do presidente e ao mesmo tempo como director executivo, representante legal da União e como contabilista da Comissão”, indicaram.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!