Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Electrificação vai abranger 108 distritos até finais do ano no país

Pelo menos 108 distritos estarão ligados à Rede eléctrica Nacional (REN) até finais do presente ano, como resultado de investimentos em curso realizados pela empresa pública Electricidade de Moçambique (EDM).

Neste contexto, segundo o Presidente do Conselho de Administração da EDM, Manuel Cuambe, mais sete sedes distritais foram ligadas à Rede Eléctrica Nacional no primeiro semestre deste ano, número que perfaz 102 sedes distritais já electrificadas.

Trata-se das sedes dos distritos de Quissanga, Mocímboa da Praia, Muidumbe, Nangade, Palma, Mueda e Meluco, na província nortenha de Cabo Delgado.

Cuambe falava, Quarta-feira, em conferência de imprensa, a margem da Reunião de Prestação de Contas ao Conselho de Administração pelos Centros de Negócios e Suporte da EDM, que decorre no Município da Matola, província de Maputo.

Para o segundo semestre, a EDM espera electrificar mais seis sedes distritais, nomeadamente Mongincual e Lalaua, na província nortenha de Nampula, Lugela na Zambézia (Centro), bem como Funhalouro e Mabote, na província de Inhambane, Sul do país. Isto permitirá que 70 mil novos consumidores tenham acesso a rede eléctrica nacional.

Com a ligação a REN destes seis sedes distritais, Moçambique contará, até finais de 2011, com 108 sedes distritais, das 128 existentes.

No conjunto, segundo o PCA da EDM, foram efectuadas, ao longo do primeiro semestre do presente ano 67.483 novas ligações, que corresponde a um crescimento de 10 por cento em relação ao mesmo período do ano passado.

Com estas ligações, o saldo de clientes da EDM atingiu 921.704, o que corresponde a 17 por cento de crescimento comparativamente ao ano anterior.

Em 2010, a EDM contava com um total de 790 mil consumidores. Para o alcance destes resultados, a EDM investiu 63 milhões de dólares norte-americanos (cerca de 1,8 biliões de meticais), durante o período em análise, sendo 18 milhões de dólares para acções de melhoramento da rede de distribuição e os restantes 45 milhões para a expansão e aumento da capacidade de distribuição.

Sobre as realizações do primeiro semestre de 2011, Cuambe destacou a abertura de um concurso para a reabilitação das Centrais Hídricas de Mavuzi e Chicamba, com garantia financiamento na ordem de 54 milhões de dólares norteamericanos.

Ao longo do semestre em referência, a EDM esteve envolvida na preparação e configuração do sistema Credelec (sistema de pagamento de electricidade pré-pago) para a implementação do Credelec-On Line, que poderá entrar em funcionamento no segundo semestre do ano corrente.

“No âmbito de melhoria de atendimento ao cliente está na fase conclusiva a construção do edifício sede que servirá igualmente para o melhoramento de atendimento aos clientes da área de distribuição de Mocuba”, explicou o PCA da EDM.

Na componente social, a EDM construiu, durante o período em referência, um novo posto médico na Área de Distribuição de Quelimane (Centro do país) para os seus trabalhadores e respectivas famílias.

O mesmo foi inaugurado na semana passada. Igualmente, a empresa realizou a monitoria dos Planos de Acção de divulgação dos métodos de prevenção e combate ao HIV/SIDA.

Para garantir a higiene e segurança no trabalho, a EDM aplicou cerca de 2,7 milhões de meticais na aquisição de equipamento de protecção individual. Antes da reunião da Matola, a EDM realizou, semana passada, uma outra desta natureza na capital provincial da Zambézia, Quelimane.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!