Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Egito executa 1ª condenado à morte, apoiante da Irmandade Muçulmana

O Egito executou no sábado um islamita acusado de assassinato durante os confrontos de meados de 2013, a primeira sentença de morte implementada contra um apoiante da banida Irmandade Muçulmana sob o presidente Abdel Fattah al-Sisi, informou o Ministério do Interior.

Mahmoud Hassan Ramadan, um islamita radical não oficialmente membro da Irmandade, foi enforcado por um incidente no qual crianças foram atiradas de um prédio durante os protestos pela deposição do presidente islamita Mohamed Mursi, informou o ministério num comunicado na sua página no Facebook.

O Exército depôs Mursi, da Irmandade Muçulmana, em Julho de 2013 depois de grandes protestos contra seu mandato. Desde então, tribunais egípcios condenaram à morte centenas de supostos apoiantes da Irmandade, muitos em tribunais coletivos criticados por governos estrangeiros e grupos de direitos humanos como uma violação ao direito internacional.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!