Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Duas pessoas detidas em conexão com as municões apreendidas nas barreiras de Maputo

A Polícia da República de Moçambique(PRM) anunciou a detenção de dois indivíduos envolvidos no caso de 400 munições de diversos calibres e duas armas de fogo, encontradas na semana passada num esconderijo nas barreiras que ligam a zona baixa da cidade de Maputo ao Museu de História Natural.

Citado pela Rádio Moçambique, André Mudumane, porta-voz da PRM na cidade de Maputo, disse que as duas pessoas detidas pertencem a um grupo de indivíduos que praticam crimes com recurso a armas de guerra. O material bélico foi apreendido durante uma operação levada a cabo por policiais naquela zona da cidade de Maputo.

Mudumane referiu que os indiciados estão detidos no comando da PRM, na capital moçambicana, e as investigações ainda decorrem para o esclarecimento do caso. Para a polícia, a operação faz parte de acções de prevenção do crime violento e visou a captura e desmantelamento daquele grupo. André Mudumane revelou que as perseguições aos infractores estão em curso, no sentido de capturá-los, visto que alguns se encontram ainda desaparecidos.

A polícia moçambicana alega que as munições eram usadas para a prática de crime organizado: «Estamos a investigar o caso mas tudo indica que as munições pertecem a um grupo de indivíduos que praticam crimes na cidade de Maputo. Este é o primeiro caso relevante que registamos nos últimos anos», referiu André Mudumane.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!