Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dono de boate russa é condenado por incêndio que matou 156 pessoas

O dono de uma boate onde um incêndio em 2009 matou 156 pessoas foi condenado por negligência, esta Terça-feira (30), junto a outros sete acusados, incluindo o organizador do show pirotécnico que provocou as chamas.

Os promotores procuram condenações de cerca de 10 anos de cadeia por causa do incêndio de Dezembro de 2009 na boate Lame Horse, na cidade de Perm, 1,15 mil km a leste de Moscovo.

Os veredictos de condenação acontecem três dias depois de um incêndio num hospital psiquiátrico próximo a Moscovo que matou 38 pessoas, renovando as preocupações sobre os padrões de segurança russos. O sócio da boate Anatoly Zak, o inspector regional de segurança contra incêndios e o chefe da empresa responsável pela apresentação de fogos de artifício foram condenados.

Um ex-sócio da boate, Konstantin Mykhrin, foi extraditado da Espanha para a Rússia e foi condenado a seis anos e meio de prisão em Maio. O incêndio foi causado por fagulhas que atearam fogo ao tecto e a paredes do local durante uma festa.

Muitas das vítimas morreram sufocadas e outras foram espremidas ao tentarem sair. Os parentes das vítimas presentes ao tribunal protestaram quando o juiz disse que Zak merecia clemência porque ele é pai e por ter alertado as autoridades sobre o incêndio e ter ajudado nos esforços de resgate, disse a agência de notícias Interfax.

O caso na Rússia assemelha-se ao incêndio de 27 Janeiro numa boite em Santa Maria (RS), que matou mais de 240 pessoas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!