Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dois golos de Torres no final da partida dão vitória ao Liverpool sobre o Chelsea

Dois golos de Torres no final da partida dão vitória ao Liverpool sobre o Chelsea

desporto

O espanhol Fernando Torres marcou os dois golos que permitiram ao Liverpool sair vitorioso sobre o Chelsea (2-0), no jogo que encerrou a 24ª Jornada do Campeonato Inglês, liderado pelo Manchester United.

Apenas dois pontos separam o Liverpool do Manchester United que venceu o Everton (1-0) mas com um jogo a menos.

O Chelsea, agora na terceira posição, está a cinco pontos do líder, e só precede na classificação o Aston Villa (4º).

Os londrinos podem atribuir em parte a derrota à severa expulsão de Frank Lampard por uma dura entrada em Xabi Alonso (60). A primeira boa oportunidade para o Liverpool foi com Xabi Alonso, mas a bola, desviada por John Terry, bateu no travessão (68).

Torres manteve uma actuação discreta até marcar o primeiro golo, de cabeça, antecipando-se a Alex para culminar uma jogada do brasileiro Fábio Aurélio (89). Já depois dos 90 minutos, aproveitou-se de um erro de Ashley Cole diante do israelita Yossi Benayoun, para matar a partida chutando contra um arco vazio (90+4).

“Estamos felizes, mas sabemos que temos de melhorar”, reconheceu o atacante espanhol, para quem o Manchester United é o grande favorito.

A equipa de Alex Ferguson continua com a sua longa série de bons resultados, ao vencer o Everton (1-0), por um golo, de penálti do português Cristiano Ronaldo (44).

O Aston Villa (quarto com os mesmos pontos que o Chelsea) e o Arsenal (quinto) cederam dois decepcionantes empates sem golos em casa ao West Ham e ao Wigan, respectivamente.

Os ‘Red Devils’ estabeleceram um recorde na história do Campeonato Inglês, já que estão há 12 jogos sem sofrer um golo sequer (1.122 minutos).

No minuto 73 da partida contra o Everton, o guarda redes do Manchester United suplantou Steve Death, do Reading na antiga “Division One”, que mantinha o recorde em 1.103 minutos entre Março e Agosto de 1979.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!