Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Doenças intransmissíveis aumentam 10% em Moçambique

O Ministério da Saúde (MISAU) diz estar “preocupado” com o aumento em cerca de 10%, em média, de doenças intransmissíveis como trauma, asma e tensão arterial, em Moçambique.

“É necessário começarmos a rever esta situação das doenças intransmissíveis, que cada ano que passa vêm incrementando o número de mortes no país, que aparentemente passa despercebida aos técnicos da Saúde Pública que não estão a notar esta evolução acabando por não dar atenção à mesma”, asseverou Paulo Ivo Garrido, ministro da Saúde, falando há dias em Maputo durante a apresentação preliminar dos resultados do Inquérito Nacional sobre Causas da Mortalidade em Moçambique.

Garrido justificou a sua preocupação dizendo que em anos anteriores aquelas doenças representavam “uma percentagem ínfima”, reiterando a necessidade de se prestar maior atenção às mesmas visando procurar formas adequadas para estancar a situação. Percentagem maior dos doentes de traumas, asma e tensão arterial é de adultos com mais de 50 anos, segundo ainda aquele governante, sublinhando, entretanto, que “não podemos nos apegar somente à propagação das doenças transmissíveis como o HIV/SIDA, por exemplo. A preocupação deve ser também contra todas outras doenças que ameaçam a Saúde Pública”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!