Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dlhakama instala gabinete em Nampula

O Presidente da Renamo, Afonso Dhlakama, vai deixar o seu gabinete de trabalho na capital do país, Maputo, onde funciona a sede do seu partido, para montar um outro na cidade de Nampula, onde reside desde Janeiro de 2009.

Segundo fontes daquela maior força política da oposição em Moçambique, Dhlakama pretende, com esta medida, abandonar definitivamente Maputo para se dedicar com maior empenho na consolidação das bases do partido.

Contudo, fontes independentes consideram tratar-se de uma estratégia que tem em vista o seu afastamento da actividade política, pelo facto de, alegadamente, o seu trabalho não se fazer sentir na prática em Nampula.

Instado a pronunciar-se à volta desta questão, António Nihórua, chefe provincial para Mobilização da Renamo, escusou-se a entrar em detalhes, conquanto tenha confirmado a existência do plano de instalação do gabinete do seu líder na cidade de Nampula, mas distante da residência oficial. Não posso avançar nada neste momento.

Mas, vocês jornalistas, serão chamados, quando for altura, para procederem a cobertura da cerimónia de inauguração. Disse Nihórua aos elementos da Comunicaçao social.

Em relação ao aparente sumiço do seu presidente ao longo do ano passado, Nihórua disse que a situação deveu-se ao facto de Dhlakama ter andado ocupado com a formação dos quadros do partido a vários níveis. Com efeito, em 2010, todos os delegados dos 128 distritos do país beneficiaram de acções de capacitação.

E isso absorveu grande parte de tempo do nosso presidente. Frisou. Enquanto isso, os polícias de proteccão, trânsito e de intervenção rápida que estão a garantir a segurança física do líder da Renamo, a partir da sua residência, em Nampula, ameaçam abandonar õ respectivo posto para se dedicarem a outras actividades de manutenção da ordem e tranquilidade públicas.

Os referidos agentes queixam-se de trabalharem ao relento, debaixo de sol e chuva, desprovidos de condições minimas de trabalho. Temos passado por muitas privações. Ficamos muito tempo sem comer e quando chove o sofrimento aumenta -afirmaram alguns em anonimato, com receio de represálias.

O Comando provincial da corporação em Nampula considera indispensável a protecção da integridade físca daquele dirigente político, embora o próprio Dhlakama tenha, por diversas vezes, reiterado que a polícia está, concretamente, a espiá-lo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!