Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

DJ Marcel

DJ Marcel

O arquitecto do sucesso dos outros

Marcel Rutschmann , natural da Suíça, formou-se em música numa escola de jazz e integrou uma banda, com a qual fez mais de 300 concertos. O gosto pelos sons tradicionais moçambicanos trouxe-o para este território banhado pelo Índico em 1995. Chegado ao país da marrabenta, mais concretamente à cidade da Beira “transladou-se” da música para a produção de videoclipes, onde se notabilizou.

 

Fruto de ideias e algum dinheiro poupado, decidiu enveredar pelo mundo audiovisual, e, para não se “ausentar” completamente da música, começou a trabalhar como DJ. Embora não o assuma, Marcel é hoje considerado pelos músicos um dos bons se não o melhor produtor de “videoclipes” no país. Estima ter produzido desde que chegou a Moçambique 100 vídeos.

 

De referir que não teve formação na área em que trabalha. Mas explica que: “Aprendi muito com os livros, com a internet e com muitos vídeos estrangeiros que tenho visto. Sou autodidacta nesta matéria, mas o importante é ter ideias e saber como as implementar.” Apesar de ser o arquitecto de grande parte dos vídeos que têm merecido prémios a nível internacional, Marcel é completamente esquecido, principalmente na hora da consagração dos mesmos. Recorde-se que o nome deste produtor passa à margem dos eventos que galordoam, ano após ano, o fruto das suas mãos. Mas, Marcel não reivindica mérito, muito pelo contrário, preocupa-lhe sobremaneira a qualidade da música que se faz em Moçambique. “Muitas vezes a qualidade do vídeo supera o audio, o que quer dizer que muitas músicas não têm qualidade, os cantores a frente das câmeras são aparentemente bons, mas infelizmente é só aparência, nos palcos vé-se a triste realidade dos nossos músicos”, refere. Aos olhos deste produtor a falta de qualidade das músicas é a principal dificuldade para o seu trabalho. E não só, pensa que: “há muitas músicas que não deviam passar nos órgãos de informação.” Em Moçambique Marcel tem produzido vídeos para diversos artistas e bandas de renome, como é o caso de Stewart Sukuma, Isaú Meneses, Dilon Djindji, Djaka, Massucos, Jimmy Dludlu, Lizha James, MC Roger, entre outros. Por outro lado, trabalha igualmente com músicos dos países vizinhos de Moçambique, designadamente África do Sul, Zimbabwe e Angola. Actualmente o produtor lidera uma grande equipa composta por dez pessoas (produtores, criativos e ajudantes), que realiza vídeos, documentários e publicidade.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!