Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Distrito de Guro ligado a rede eléctrica nacional

O Distrito do Guro, na província de Manica, está desde a última sexta feira ligado à Rede Nacional de Energia da Electricidade de Moçambique (EDM), no âmbito do projecto de electrificação rural das províncias de Sofala, Manica e Tete, no centro do país.

O trabalho desenvolvido consistiu essencialmente na extensão de cerca de 72,6 quilómetros de linha de média tensão 33kV, a partir da Subestação de Catandica até à vila de Guro, segundo um comunicado de imprensa da EDM recebido pela AIM. O documento refere igualmente que a linha de média tensão atravessa as localidades de Inhazónia, Nhampassa, Cruzamento de Macossa e Nhassacara, esperando-se que a ligação à rede eléctrica nacional beneficie cerca de 50 consumidores.

O projecto contemplou igualmente a electrificação da própria vila de Guro, a instalação de dois postos de transformação, a extensão de dois quilómetros de linhas de baixa tensão, e a instalação de um total de 36 candeeiros de iluminação pública. Desta feita, o número de ligações novas preconizadas no projecto aumentará para 302, com destaque para a electrificação de duas escolas do primeiro grau e uma completa, um centro internato, um posto de saúde e uma estação de bombagem de água, administração, esquadra da polícia e empreendimentos económicos e comerciais.

Com um financiamento dos governos da Suécia e da Noruega no valor de cerca de 41 milhões de meticais, o projecto arrancou em Maio de 2006, sendo o empreiteiro a EFACEC Engenharia, tendo criado 100 postos de emprego durante a execução dos trabalhos. Com a electrificação de Guro, passa para sete o número de distritos da província de Manica já electrificados e 84 no país em geral.

Decorrem igualmente os projectos que vão ligar mais 10 mil novos consumidores em duas sedes distritais (Macossa e Tambara) até 2011, ficando por electrificar Machaze e para qual decorrem esforços para mobilização de financiamento.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!