Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Disponibilizados mais de 224 milhões de dólares para agricultura

Mais de 244 milhões de dólares norte-americanos vão ser investidos na decorrente campanha agrícola em actividades de produção de cereais, leguminosas e hortícolas no distrito de Tambara, a norte da província de Manica.

O investimento pertence a empresa ZR Energy, de capitais mistos – Moçambique e Reino de Oman, no Médio Oriente -, a qual desenhou e está a implementar um ambicioso projecto no ramo agrário, no quadro da filosofia de gestão integrada da coutada oficial n.º 7, localizada no distrito de Tambara.

ZR Energy, segundo o administrador do distrito de Tambara, Gilberto Canhenze, é uma empresa subsidiária da Good Ealth Power e, entre outras culturas, as suas atenções estão viradas a produção por irrigação, de milho, trigo, arroz, feijão e hortícolas.

Para além destas actividades, aquela empresa pretende financiar acções de conservação da fauna bravia, visando potenciar o desenvolvimento do turismo cinegético a nível do distrito de Tambara.

O montante ora disponibilizado já se encontra registado no Banco de Moçambique, segundo o administrador, qual explicou que passos significativos já foram dados com vista a materialização da iniciativa que pretende tirar o distrito de Tambara do anonimato e do marasmo económico.

“Para nós aquele investimento constitui um pontapé de saída para que Tambara venha a erguer-se da pobreza. É um valor significativo o qual vai, sem dúvidas, catapultar o desenvolvimento do distrito rico em recursos hídricos, por ser atravessado pelo caudaloso Zambeze e outros cursos de água de regime permanente”, disse o administrador de Tambara.

Acrescentou que para além dos 244 milhões de dólares norte-americanos, o projecto poderá recorrer a outros financiamentos junto das instituições financeiras internacionais quando a exigência da actividade assim o justificar.

No quadro desta iniciativa, segundo a nossa fonte, já foi realizado o trabalho de consulta às comunidades para a aquisição do Direito de Uso e Aproveitamento de Terra (DUAT) e está em curso a mobilização de equipamentos visando o início do projecto.

Para além disso, Canhenze referiu terem sido recrutados os 100 trabalhadores necessários para dar início a lavoura dos primeiros 50 hectares a serem lavrados e semeados na presente campanha agrícola.

Estão igualmente projectadas no âmbito das acções de responsabilidade social da empresa a reparação do grupo gerador da sede do distrito, o restabelecimento do sistema de abastecimento de água que se encontra avariado, bem como a reparação da ambulância do centro de saúde local.

É perspectiva deste grupo de investidores, que o projecto vai criar uma grande motivação para que mais investidores possam mais apostar no distrito.

A disponibilidade de água para a irrigação, a existência de extensas áreas planas ao longo do rio Zambeze, que favorece a rega por sistema de pivô, as temperaturas altas que permitem a prática da agricultura ao longo de todo o ano são alguns dos incentivos que justificam investimentos no ramo agropecuário no distrito de Tambara.

O Governo de Tambara, na voz do respectivo administrador, considera que a entrada em funcionamento daquela empresa poderá catapultar o desenvolvimento do distrito, contribuindo deste modo para o aumento de mais postos de trabalho, surgimento de novas infraestruturas, disponibilidade de produtos a serem comercializados, bem como o alargamento da base tributária.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!