Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Direitos da rapariga infringidos em Mocuba

No ano passado, o Gabinete de Atendimento à Mulher e à Criança vítimas de Violência Doméstica em Mocuba, na província da Zambézia, recebeu 278 casos relacionados com a violência doméstica, dos quais 102 dizem respeito à falta de assistência às raparigas que ficaram grávida precocemente, cinco por estupro a adolescentes, entre outros.

Moçambique é um dos países do mundo com a mais alta taxa de casamentos prematuros.A Polícia da República de Moçambique (PRM) naquela parcela do país diz que está preocupada com a situação, mormente porque envolve crianças, que na falta de medidas arrojadas para refrear o mal podem ver o seu futuro comprometido.

João Amisse, que responde pelo gabinete acima referido, confirmou a ocorrência dos casos em alusão e queixou-se da fraca denúncia por parte dos pais e encarregados de educação, o que concorre para que o número se mantenha elevado. Os bairros Samora Machel, Tomba de Água e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM) são considerados os mais críticos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!