Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Director de informação do Grupo Soico plagia filosofo e político português

O Conselho de Administração do Grupo Soico, proprietário do diario O Pais e da STV, repreendeu publicamente o director de informação, Jeremias Langa, por ter plagiado, «por manifesta desatenção», um texto do filósofo e político português Manuel Maria Carrilho.

Numa coluna de opinião publicada na edição de sábado no jornal O País, Jeremias Langa assinou um artigo intitulado ‘O súbito volte-face de Strauss’ em que discutia os últimos desenvolvimentos do caso que envolve o ex-director do Fundo Monetário Internacional. Mas «apenas os dois primeiros parágrafos do texto» eram da sua autoria, enquanto «o resto do corpo do texto pertence ao professor Manuel Maria Carrilho», cujo artigo se encontrava no seu próprio computador, segundo reconheceu Jeremias Langa num texto posterior.

«Estava a servir-me de modelo de inspiração. No entanto, por manifesta desatenção minha, parte significa do texto do professor Manuel Maria Carrilho acabaria por ficar no lugar do que estava a escrever a forma final do artigo. Quando dei pelo erro, já o artigo estava publicado», justificou Jeremias Langa, que reconheceu o erro e colocou à disposição o cargo de director de informação e administrador editorial da Soico.

O Conselho de Administração da Soico, em comunicado, recusou a renúncia do director de informação pelo «facto de o jornalista não apresentar antecedentes de ordem disciplinar, ter uma trajectória de zelo e competência profissional dentro do grupo». Contudo, repreendeu-o pelo sucedido e garante que apresentará um pedido de desculpa ao autor do texto, Manuel Maria Carrilho.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!