Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dilma Rousseff e Lula desistem da abertura olímpica e deixam “órfãos” os Jogos

A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, suspensa das suas funções por um julgamento de destituição, assim como o seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, declinaram o convite a participar na abertura dos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

O anúncio foi feito pelos escritórios de imprensa de ambos, que deixam “órfã” a inauguração dos Jogos, pelo menos segundo uma interpretação de Rousseff em torno da “maternidade” e “paternidade” da grande reunião desportiva no Rio de Janeiro.

“Sinto-me mãe destes Jogos”, declarou Rousseff numa recente entrevista, na qual apontou que Lula, o seu padrinho político e promotor da candidatura ao Rio, “é o pai” do torneio olímpico.

Ambos foram convidados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) a participar na abertura do evento a 5 de Agosto no estádio Maracanã, à qual o presidente interino, Michel Temer, acudirá em representação do governo brasileiro. Temer substitui a Rousseff desde o passado dia 12 de Maio, quando se instaurou o julgamento político que a suspendeu das suas funções e está inimistado com a governante processada e com Lula, que a acusam de ter orquestrado “um golpe” e uma “ruptura democrática”.

Fontes do Partido dos Trabalhadores, a que pertencem Rousseff e Lula, explicaram à agência EFE que a decisão de ambos de não estarem presentes na inauguração olímpica responde, entre outras razões, a que “não há clima político” para isso.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!