Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dilma Rousseff aponta combate à pobreza extrema como seu principal objectivo

A nova Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, classificou como grande prioridade da sua governação a erradicação da pobreza extrema, durante o seu primeiro discurso no congresso.

“A luta mais obstinada do meu Governo será para erradicar a pobreza extrema” que atinge ainda 18 milhões de pessoas na oitava economia mundial, sublinhou Dilma Rousseff, referindo que este é “um compromisso” de toda a sociedade brasileira.

A nova presidente também mencionou como prioridades do seu Governo a educação, a saúde e a segurança: “Podemos ser um país mais desenvolvido e a evoluir para uma democracia vigorosa”, acrescentou.

Dilma Rousseff, uma economista de 63 anos, tomou posse no primeiro dia deste ano como primeira Presidente da República do Brasil, numa cerimónia celebrada na sala plenária do Congresso, em Brasília.

“Prometo manter e defender a Constituição, cumprir as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a unidade, a integridade e a independência do Brasil”, leu Rousseff, numa sessão solene conduzida pelo presidente do Senado, José Sarney, que também preside ao Congresso.

Dilma Rousseff, que foi ministra de Minas e Energia e da Presidência do Chefe de Estado que sábado cessou funções, Luiz Inácio Lula da Silva, torna-se oficialmente sua sucessora.

À cerimónia assistiram os chefes de Estado da Bolívia, Colômbia, Chile, El Salvador, Guatemala, Guiné-Bissau, Uruguai, Paraguai, Peru, Guiné-Conacri, Suriname e Venezuela, bem como o príncipe das Astúrias, Felipe de Borbón, e a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton.

Presentes estiveram também os primeiros-ministros de Portugal, José Sócrates, da Bulgária, Boiko Borisov, e da Coreia do Sul, Kim Hwang- Sik, bem como o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas.

Moçambique esteve representado na cerimónia pelo seu embaixador extraordinário e plenipotenciário em Brasília, Murade Isaac Miguigy Murargy. Em seguida, o novo Vice- Presidente, Michel Temer, um advogado de 70 anos, recitou o mesmo compromisso.

Após a leitura do juramento, Sarney, que foi Chefe de Estado entre 1985 e 1990, declarou Rousseff e Temer investidos como Presidente e Vice-Presidente do Brasil, respectivamente, para um mandato que termina em 2014. A concluir a cerimónia, os presentes entoaram o hino nacional brasileiro, interpretado pela banda dos Fuzileiros Navais.

Rousseff chegou à sede do Congresso sob chuva torrencial que a impediu de fazer o percurso até lá a bordo de um automóvel de luxo sem capota, como é tradição nos actos de tomada de posse dos Presidentes brasileiros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!