Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dicionários em línguas maternas para funcionários públicos

A Sociedade Internacional de Linguística (SIL) vai apoiar o Estado moçambicano na produção de dicionários básicos em línguas maternas, segundo anunciou em Pemba, John David Iseminger, director geral daquele organismo, no nosso país.

O SIL pretende, com esta iniciativa, reforçar a capacidade comunicativa dos funcionários públicos que trabalham em zonas distantes da sua terra de origem para uma melhor interacção com as comunidades.

Vocacionada na tradução da Bíblia sagrada, através do desenvolvimento das línguas maternas, aquela instituição trabalha em Moçambique desde 1987 e actualmente opera em 16 línguas maternas, nomeadamente, Ekimwane, Emarange, Ekoti, Echuwabo, Cindau, Cinyanja, Cinyungue, Cisena, Emakhuwa, Elomwe, Emarevoni, Emetto, Enathembo, Etakwane, Shimakonde e Xingone.

O projecto de tradução envolve cerca de 50 profissionais, metade dos quais estrangeiros que, igualmente se dedicam à produção de materiais de apoio pedagógico, no quadro da parceria com o sector de Educação.

No quadro de evangelização, o SIL vai publicar, nos próximos dois anos, o Primeiro Testamento em línguas Cisena e Ekimwane, acção que deverá estender-se para todo o território nacional.

Neste momento estamos a tentar desenvolver aquilo que iniciamos. Disse a fonte que se mostrou visivelmente satisfeito pelos resultados até aqui alcançados pela sua instituição neste capítulo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!