Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Diarreia em adultos ameaça seis distritos de Nampula

Os distritos de Eráti, Nacarôa, Muecate, Murrupula, Mecuburi e Malema, e própria capital provincial de Nampula, estão, desde princípios do més em curso, a ser fustigados por diarreias agudas, sobretudo a população adulta, facto que induz as autoridades governamentais à situação de alerta máximo.

O governador da província, Felismino Ernesto Tocoli, ao transmitir esta preocupação, disse que decorrem, neste momento, acções de sensibilização às populações para a obervância de cuidados básicos de higiene individual e colectiva. O surto de diarreias agudas naqueles distritos ocorre numa altura em que a província, com cerca de quatro milhões de habitantes distribuidos em 21 distritos, se encontra afectada pela doença de cólera que, desde o passado dia 16 de Fevereiro último fez, pelo menos, dois óbitos em 115 casos confirmados.

Segundo aquele dirigente, a cidade de Nampula lidera a lista de regiões com problemas de cólera, com um total de 62 casos, seguida do distrito de Malema, com 62, e Mecuburi, com 9 casos. Em declarações à imprensa, esta Segunda-feira, o governador reconheceu as precárias condições de saneamento em determinados centros urbanos da província, com particular enfoque na cidade de Nampula, mas observa tratar-se de uma responsabilidade que deve ser assumida por todos os seus moradores.

Na chamada capital do norte, por exemplo, não existe sequer um único contentor para deposição do lixo. Todos os resíduos são espalhados a descoberto e outros chegam a permanecer longas horas amontoados em plena via pública à espera que sejam recolhidos pelos serviços competentes, mas que, não raras vezes, acabam por ser queimados nos próprios locais.

As autoridades municipais continuam impávidas face à esta situação e já provaram a sua incapacidade de efectuar a recolha de lixo, com a requerida regularidade, por alegada falta de meios. Associado a este facto, aponta-se a questão da venda descontrolada de produtos confecionados, parte dos quais sem a devida conservação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!