Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Diário de campanha: Cruzamento pacífico dos candidatos

Diário de campanha: Cruzamento pacífico dos candidatos

Falta um dia para terminar a campanha. Benedito Guimino (Frelimo) e Fernando Nhaca (MDM) estão confiantes na vitória partindo de estratégias de abordagem aos eleitores diametralmente opostas.

Não só as estratégias são diferentes, como Benedito Guimino tem contado com os préstimos dos secretários de bairro (entidades administrativas do Estado embora indicadas pelas células dos bairros do partido Frelimo) cujas residências servem para confeccionar alimentos para atrair potenciais eleitores. Ou seja, falar, primeiro, para o coração dos eleitores e, depois, agarrá-los pelo estômago.

Assim foi no bairro de Mucucuni onde residem 2002 habitantes. Guimino percorreu 20 quilómetros até ao coração do bairro para afirmar que vai “promover o desporto para os jovens”. Reiterou que o “candidato da Frelimo é o melhor”.

Portanto, “votar em Benedito Guimino é votar no desenvolvimento”, disse. O dia de Benedito Guimino começou cedo com o contacto porta-a-porta em Salela onde Guimino não só levou a sua mensagem como ofereceu chinelos às mulheres.

Depois foi ao bairro Josina Machel. Voltou a oferecer chinelos e mostrou como as pessoas devem votar.

Espanta, contudo, o facto de Guimino falar com mulheres e, diga-se, passar ao lado dos homens.

O cruzamento

No coração de Mucucuni, em frente a casa do secretário de bairro local, Guimino proferia o seu discurso quando uma caravana do MDM passou a escassos centímetros. Porém, contrariando o cenário da última sexta-feira, em que houve escaramuças de grande escala e com feridos à mistura.

O MDM esteve no mercado do bairro Josina Machel e pediu votos pregando a mensagem da alternância. A brigada que esteve com o candidato escalou a Ilha de Inhambane. Um bairro cercado pelas águas e ofuscado pela pobreza no qual Nhaca afirmou que levará energia e água canalizada ao bairro.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!