Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Diálogo malgaxe: mediação optimista

O mediador chefe do diálogo malgaxe, o ex-Presidente moçambicano, Joaquim Chissano, manifestou-se optimista em relação ao desfecho da segunda ronda negocial, visando discutir a distribuição das responsabilidades entre as partes no Governo de Transição. 

Chissano falou terça-feira no intervalo das conversações no âmbito da segunda ronda do diálogo malgaxe, que decorre em Maputo sob o lema “Viva o Diálogo pela Paz e Reconciliação do Madagáscar”. O período da manhã, segundo o chefe da equipa de mediação, esteve única e exclusivamente reservado a troca de opiniões entre as delegações representando os quatro rivais, nomeadamente o líder da Alta Autoridade Malgaxe, Andry Rajoelina, Marc Ravalomana, Presidente derrubado em Março ultimo, e os ex-estadistas Didier Ratsiraka e Albert Zafy.

Desta feita, espera-se, segundo a fonte, que as discussões, caracterizadas por uma abertura total entre as partes, sejam marcadas pela análise de responsabilidades entre as partes para a realização de diversas tarefas previstas para o período de transição.

Chissano, que efectuou consultas com as partes em separado, disse, no entanto, que depois da auscultação os aspectos que podiam eventualmente constituir obstáculos afinal não são. “Neste momento não posso dizer que há dificuldades, porque ainda não fomos para a questão principal deste encontro, mas depois da auscultação das partes aquilo que podia constituir grandes dificuldades afinal não será”, afirmou.

O mediador do diálogo realçou, por outro lado, que as conversações envolvem quatro movimentos cuja transição de um para o outro foi irregular, contudo a vontade da mediação e do povo malgaxe é a efectivação de uma solução duradoira.

A transição irregular levou igualmente a que os quatro rivais políticos evocassem, nas conversações, aspectos do passado, porém esse retorno ao passado em nada prejudica o bom andamento desta ronda e o optimismo se mantém. No reatamento das negociações, a mediação vai, segundo Chissano, analisar as afirmações saídas dos quatro actores, para ver se pode propor qualquer proposta que as partes continuarão a reflectir e debater.

Refira-se que o diálogo malgaxe, cujo termo da segunda ronda esta previsto para Quarta-feira, conta com apoio da Comunidade de Desenvolvimento da Africa Austral (SADC), da União Africana (UA), da Organização Internacional da Francofonia (OIF) e as Nações Unidas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!