Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Desfalque na ‘Mussa Bin Bique’

Um rombo financeiro na ordem de 800 mil meticais foi detectado, recentemente, na Universidade Mussa Bin Bique, instituição privada de ensino superior, sedeada na cidade de Nampula.

O facto foi confirmado ao Wamphula Fax pelo respectivo reitor, Carlos Freitas Delgado, que não afasta a possibilldade de se intentar uma aççao judicial contra as anteiores direcções Pedagógica e da Faculdade de Ciências Agrária, lideradas, respectivamente, por Norah Chade e Victor Rodrigues, recentemente exonerados das funções.

De acordo com Freitas Delegado, o dinheiro, proveniente do pagamento das propinas, terá sido fraudulentamente desviado e sem a apresentação de qualquer documento comprativo.

Actuamente, com cerca de dois mil estudantes, distribuídos pelas províncias de Nampula, Niassa, Cabo-Delgado, Inhambane, a Universidade Mussa Bin Bique está a atravessar uma crise interna.

Esta situaçao originou a demissão em bloco de um grupo de docentes da Faculdade de Ciências Agrárias, que exigia a recondução de Casimiro Givá ao cargo de reitor daquela instituição, bem como a readmissão do director Victor Rodrigues.

Em ofício, datado de 8 de Abril, dirigido ao gabinete do Ministro da Agriculura; José Pacheco, a nova reitoria sustenta que a reivindicaçao tem como finalidade criar “uma agitação social”.

Entretanto, o governador da província, Felismino Ernesto Tocoli, reagindo sobre o assunto, ordenou, através do despacho número 415/GGPN/992, de 23 de Março, ordenou ao novo reitor que, com o conhecimento do ministro da Educação, Zeferino Martins, informasse e advertisse a todas instituições públicas e privadas acerca das anomalias em alusão ocorridas na Universidade Mussa Bin Bique.

Campus universiitário será realidade a partir deste ano

Não obstante os referidos constrangimentos, Delgado anunciou, para dentro em breve, o arranqure do projecto, lançado em 2004, da construção do Campus Universitário na zona de Muhala Expansão, numa área de 260 hectares. Para cuja concretização, o Banco Islâmico de Desenvolvimento vai desembolsar 5.3 milhões de dólares.

A “Mussa Bin Bique” está, neste momento, a trabalhar no sentido de operacionalizar o seu laboratório de análises que, à semelhança de outros serviços, funciona em instalações arrendadadas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!