Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Descubra se você é viciada em namoros

Descubra se você é viciada em namoros

Adictas

A história começa assim: sente-se só e perdida sempre que não está envolvida emocionalmente com alguém. Parece que nada faz muito sentido, nem mesmo sair com as amigas. Então, porque não tentar preencher esse vazio? Eis o momento em que começa a curar um namoro com outro, sem dar tempo para “curtir” a melancolia do anterior.

 

O vício em namoros não é uma doença, muito menos um distúrbio. Na sua maioria, a dependência é causada por uma baixa auto-estima que pode ter causas diversas. “Geralmente, estas mulheres não se valorizam, não conseguem ter um pré-requisito. Acreditam que não são capazes de encontrar outra pessoa melhor. Para elas, é melhor estar com qualquer um do que sozinha”.

Estar sozinha é a pior coisa que poderia acontecer a uma mulher que não se consegue ver nessa condição. Dependência emocional, psicológica e até mesmo financeira podem ser um empurrão para que ela projecte um relacionamento sério com pessoas que não correspondam em nada ao seu “tipo ideal de homem”.

 

 

“As referências devem estar na mulher, nas necessidades dela, no que ela espera de um relacionamento. Mas nessas situações a referência altera-se, porque é mais importante estar com esse homem, uma vez que ela não se imagina sozinha”. Assim, é mais fácil o relacionamento com um homem por quem não se esteja apaixonada, do que esperar pelo amor verdadeiro.

De acordo com psicólogos, para essas mulheres, o fim do namoro é tão complicado como o facto de ficarem solteiras. “Pode ser difícil terminar um relacionamento, pois ela tem medo de ficar sozinha. Na verdade, essas mulheres têm medo da solidão”, contam.

Decorrem de diversos factores possíveis (como transtorno de ansiedade, pressão familiar e/ou social, histórico familiar e vivência pessoal), a baixa auto-estima – que envolve a mulher no ciclo vicioso de emendar relacionamentos – pode acarretar sérias consequências emocionais. “Pode, como qualquer vício, agravar-se. A tendência é para procurar uma pessoa cada vez mais difícil, relações cada vez mais fortes e intensas”, alertam.

Psicólogos afirmam ainda que tudo aquilo que tem potencial para causar vício provoca, de alguma maneira, prazer. Com namoros mais intensos, a mulher passa a vivenciar os altos e baixos da relação de um modo mais extremo, o que satisfaz a sua busca por sentimentos cada vez mais fortes.

“Essa mulher passa ainda a acreditar cada vez menos nela, acreditando que é difícil desenvencilhar- se de determinado relacionamento. Acredita que merece alguém que seja melhor para ela, que corresponda às suas reais necessidades”, completam.

 

Tratamento

 

Desfrutar de certos momentos da vida sozinha. Esta pode ser a saída para as mulheres viciadas em relacionamentos. “Não é necessário passar por tudo na vida dentro de um relacionamento. Há certos momentos que é melhor ficar sozinho, e não há nada de errado nisso”, explicam.

Segundo especialistas, a mulher deve olhar para si e entender quais são as suas necessidades, as suas buscas, as suas expectativas numa relação. “Com calma e sem pressa, pode encontrar a pessoa que corresponda aos seus anseios. Mas é preciso darse tempo para isso”, defendem.

“Estas mulheres vitimizam-se muito, e frequentemente culpam o homem pelos maus momentos da relação. Necessitam de se responsabilizar pelo seu comportamento, entendendo que também têm responsabilidade pelo que está a acontecer.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!