Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

De um total de 300: Mesquita entrega 52 novos autocarros aos privados

De um total de 300: Mesquita entrega 52 novos autocarros aos privados

O ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, procedeu à entrega, na sexta-feira, 15 de Dezembro, na Matola, de 52 autocarros para o transporte público urbano de passageiros. A frota vai operar na região designada por “Grande Maputo”.

Os referidos autocarros, entregues ao sector privado, neste caso à Federação Moçambicana dos Transportadores Rodoviários (FEMATRO), vão operar na zona metropolitana de Maputo, que compreende as cidades de Maputo e Matola, bem como as vilas de Boane e de Marracuene.

Neste âmbito e para melhor servir às populações desta região, foram igualmente identificadas 5 principais rotas nas quais, a partir desta segunda-feira, 18 de Dezembro, irão operar os 52 autocarros, a saber: Boane – Baixa/Museu; Nkobe – Baixa/Museu; Zimpeto – Museu/Baixa; Marracuene – Baixa e Albazine – Baixa.

Intervindo durante a cerimónia de entrega das chaves, Carlos Mesquita esclareceu que os referidos autocarros serão operados pelo sector privado, neste caso pelas cooperativas e associações de rotas filiadas à FEMATRO, por se tratar de um parceiro estratégico do Governo moçambicano no transporte urbano de passageiros.

Adiante assegurou que, com este gesto, “iniciamos um pacote de reforço da frota do transporte público urbano que, só na área metropolitana de Maputo, vai contar com um total de 264 autocarros a serem introduzidos nos próximos dias”.

“Encontra-se, na sua fase final, o processo de aquisição de 300 outros autocarros, de concessão de rotas, de criação da bilhética, da reestruturação das empresas de transporte urbano, bem como da criação da Agência Metropolitana de Maputo para promover um sistema de transportes assente num planeamento integrado e coordenado”, indicou.

Num outro desenvolvimento, Carlos Mesquita instou aos operadores, organizados em cooperativas e associações de rotas, para que procedam à amortização regular de uma percentagem do custo de aquisição dos referidos autocarros. “Os operadores contemplados precisam honrar com os compromissos assumidos, pagando as letras devidas, por forma a que o Estado possa ter recursos, não só para garantir o pleno funcionamento destes meios, como também para permitir a aquisição e introdução de mais autocarros, no futuro”, manifestou Carlos Mesquita.

Por fim, o governante apelou aos condutores destes autocarros para o bom uso destes meios, primando sempre pela condução defensiva e prevenção da ocorrência de acidentes de viação.

Intervindo em representação dos operadores, o presidente da FEMATRO, Castigo Nhamane, referiu, por sua vez, que a entrega dos 52 autocarros ao sector privado não só visa fortalecer e aprimorar a parceria entre os transportadores e o Governo, como também promove o desenvolvimento saudável da actividade do transporte rodoviário urbano.

“A FEMATRO e Governo assinaram, em Abril último, um memorando de entendimento sobre o subsídio do transporte público urbano de passageiros, que visa transformar o anterior mecanismo de subsídio ao transportador, pago em numerário, passando a ser entregue em espécie, através da aquisição de 300 autocarros, sendo estes 52 uma parte dos mesmos”, referiu.

Apelando para o cumprimento rigoroso do pagamento das amortizações junto ao Governo, numa base mensal, o presidente da FEMATRO instou, por fim, aos operadores para que “cumpram o calendário de manutenção destes autocarros”. “Aos passageiros apelamos uma boa colaboração, na denúncia de actos de indisciplina dos nossos colaboradores, neste caso os motoristas, cobradores e fiscais”, concluiu.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!