Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

De Janeiro a Maio: preços altos em Moçambique

De Janeiro a Maio do ano corrente Moçambique registou um aumento do nível geral de preços na ordem dos 3,60 por cento. De acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas (INE), a divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas contribuiu no total da inflação acumulada com 1,69 pontos percentuais.

O açúcar amarelo, o ensino superior público, o carvão vegetal, o peixe fresco, refrigerado ou congelado, a mandioca seca, a gasolina e o peixe seco foram os produtos cujo agravamento de preços teve maior impacto no total da inflação acumulada ao contribuírem com 1,67 pontos percentuais.

Enquanto isso, no mês de Maio, Moçambique registou um aumento do nível geral de preços na ordem de 0,53 por cento em relação ao mês anterior.

De acordo com o INE, o aumento dos preços da gasolina, em 8,5 por cento, do açúcar amarelo, 6,4 por cento, mandioca seca, 23,4 por cento, do Carvão vegetal, 3,1, do Gasóleo, 8,3, do Petróleo para iluminação, 8,3, e da Cebola, 3,8, teve um impacto no total da inflação mensal de 0,61 pontos percentuais. Relativamente a igual período de 2010, os preços do mês de Maio último aumentaram em 11,82 por cento.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!