Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Curandeiro ugandês detido por burla no centro de Moçambique

Um suposto falso curandeiro de nacionalidade ugandesa, cuja identidade não foi revelada, está a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM) em Tete, desde segunda-feira (26), acusado de falsificação de documentos e burla a várias pessoas. Por via desta via, o visado colectou pelo menos 300 mil meticais.

A Polícia disse que o cidadão, que prometia curar de diferentes doenças e resolver os problemas que lhe eram apresentados pelos seus clientes, foi surpreendido na posse do dinheiro em causa e prestes a fazer mais uma vítima.

A sua prisão contou com a colaboração dos lesados, que não vendo a concretização das promessas de cura e multiplicação da sorte, denunciaram o presumível charlatão aos agentes da Lei e Ordem, segundo Lurdes Ferreira, oficial de imprensa no Comando Provincial em Tete.

O pretenso curandeiro foi igualmente encontrado na posse de vários documentos alegadamente falsos de diferentes países de africanos. O indiciado nega as acusações que pesam sobre si disse que não conhece as pessoas que o acusam.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!