Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Curandeiro condenado por tráfico de pessoas em Manica

Um curandeiro identificado pelo nome, Samson Chale Magona Muiambo, residente em Chitsama, distrito de Mossurize, na província central de Manica, foi condenado, sexta-feira última, pelo Tribunal Judicial Provincial, a sete anos de prisão por tráfico de pessoas.

 

 

O curandeiro, também conhecido por Samson Mangore, é apontado como tendo sido comprador de uma menor vendida pelo seu próprio pai, John Thaunde Mahvahve, em troca de um valor monetário que não foi especificado.

A sentença atribuída ao curandeiro constitui o culminar do julgamento de um processo que vinha decorrendo no Tribunal Judicial da Província de Manica, conduzido pelo juiz de direito Dário Ossuman.

O julgamento, segundo escreve o jornal “Diário de Moçambique” havia sido inicialmente realizado sem a presença do réu, mas este remeteu um pedido solicitando que fosse ouvido pelo juiz. O pedido foi aceite, tendo o curandeiro sido ouvido em audiência, passada terçafeira, 7 de Dezembro.

Por seu turno, o pai da menor, John Mahvahve, que vendeu a sua própria filha ao curandeiro Samson, foi condenado em meados do presente ano a pena de seis anos de prisão.

John Mahvahve, como pai, que deveria observar a responsabilidade de cuidar da criança, teve como atenuantes o facto de ter confessado o crime.

Em Chitsama, distrito de Mossurize, a troca de crianças, sobretudo por dinheiro, pelos respectivos pais, constitui prática habitual. Este é o primeiro caso conhecido, julgado e condenado em sede de tribunal.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!