Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Publicidade

Cronologia da Operação ‘Chumbo Endurecido’

CEDES constrói mais 100 casas para vítimas das cheias

• 19 de Dezembro de 2008: Militantes palestinianos lançam três foguetes pouco depois do fim oficial da trégua entre o Hamas e Israel em Gaza.

• 24 de Dezembro de 2008: Grupos armados palestinianos lançam uma centena de foguetes e projécteis atingindo o sul de Israel.

• 25 de Dezembro de 2008: Israel ameaça com uma operação militar de grande escala em Gaza se os grupos palestinianos prosseguirem com os ataques.

• 27 de Dezembro de 2008: Por volta das 11,30 da manhã, aviões de combate e helicópteros israelitas bombardeiam mais de 50 objectivos do Hamas em Gaza. Inicia-se assim a operação ‘Chumbo Endurecido’, a mais sangrenta desde 1967. Só no primeiro dia causou 200 baixas entre os palestinianos. Em resposta, militantes do Hamas lançam mais foguetes contra Israel, um dos quais atinge mortalmente uma mulher em Netivot.

• 28 de Dezembro de 2008: Israel bombardeia a Universidade Islâmica, importante símbolo do movimento islâmico, assim como túneis que põem em comunicação Gaza com o Egipto. Activistas do Hamas respondem com o lançamento de mísseis.

• 29 de Dezembro de 2008: A Força Aérea israelita reacende de madrugada os seus ataques, alcançando o Ministério do Interior do Hamas e outros edifícios vinculados ao movimento islâmico. Milícias do Hamas prosseguem com o lançamento de foguetes causando a morte de três israelitas. A Autoridade Palestiniana suspende as negociações de paz com o Estado hebraico.

• 30 de Dezembro de 2008: Israel continua com os bombardeamentos a edifícios do Governo e outros objectivos relacionados com o Hamas.

• 31 de Dezembro de 2008: Israel destrói os escritórios do chefe do Governo do Hamas, Ismail Haniya, e rejeita formalmente uma proposta francesa para uma abertura, por 48 horas, de um corredor humanitário em Gaza. A proposta é igualmente rejeitada pelos islamistas.

• 01 de Janeiro de 2009: Um bombardeamento sobre o campo de refugiados de Yabalia mata Nizar Rayan, um dos principais líderes do Hamas. A ministra dos negócios estrangeiros israelita, Tzipi Livni, reúne-se em Paris com Nicolas Sarkozy comunicando-lhe que os bombardeamos prosseguirão até que cessem os ataques do Hamas.

• 02 de Janeiro de 2009: Enquanto prosseguem os bombardeamentos, Israel permite a evacuação de estrangeiros pelo corredor de Erez.

• 03 de Janeiro de 2009: Após bombardeamentos sucessivos que vitimaram um destacado dirigente do Hamas e depois de utilizar pela primeira vez fogo de artilharia, carros de combate israelitas apoiados por fogo de helicópteros iniciam a incursão terrestre em Gaza.

• 04 de Janeiro de 2009: O Exército israelita divide Gaza em duas partes ao penetrar com as suas unidades desde o posto fronteiriço de Karni até ao mar no segundo dia da invasão terrestre. A táctica de dividir o território – de 40 quilómetros de comprimento por 15 de largura e onde vivem um milhão e meio de pessoas – tem como finalidade cortar as vias decomunicação e de aprovisionamento do Hamas e dos seus aliados armados.

• 05 de Janeiro de 2009: Militantes do Hamas continuam a lançar foguetes sobre o território israelita. Dois ataques israelitas contra uma escola gerida pela ONU onde se encontravam centenas de refugiados fazem 43 mortos entre a população civil. O ataque é prontamente condenado pela comunidade internacional. Num incidente de ‘fogo amigo’ morrem três soldados israelitas. O Hamas renova as ameaças.

• 06 de Janeiro 2009: O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, anuncia finalmente a permissão da abertura de um corredor humanitário visando o transporte de alimentos, medicamentos e feridos. O Egipto apresenta um plano para terminar com os combates.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!