Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Croácia reabre passagem na fronteira com Sérvia, mas camiões são bloqueados

Uma única e estreita passagem na fronteira entre a Sérvia e a Croácia foi aberta durante a noite para o tráfego de passageiros, mas camiões de carga continuaram bloqueados, como resultado do aprofundamento da disputa entre as duas repúblicas da extinta Jugoslávia sobre o fluxo de imigrantes e refugiados do território sérvio para o croata.

O governo sérvio estabeleceu um prazo até a meia-noite para que a Croácia levante um bloqueio ao tráfego de carga da Sérvia, imposto na segunda-feira em retaliação ao país por ter direccionado o fluxo de imigrantes através da fronteira croata.

A Croácia já havia bloqueado o tráfego em sete das oito passagens de fronteira, e na terça-feira o oitavo foi fechado, provocando protestos de motoristas de camiões. Mais de 30 mil imigrantes, muitos deles refugiados da Síria, chegaram à Croácia, país membro da União Europeia, através do território sérvio desde a terça-feira da semana passada, quando a Hungria barrou a entrada no bloco fechando sua fronteira sul com a Sérvia com uma cerca de metal.

Os refugiados estão sendo levados de ônibus pela Sérvia diretamente à fronteira croata, depois de entrarem no país pela Macedónia, e caminham através dos campos. A Croácia diz que não pode lidar com número tão grande de pessoas e afirma que a Sérvia tem de encaminhá-los também para a Hungria e a Roménia.

Sérvia e Croácia eram parte da Jugoslávia, país socialista, mas a Croácia separou-se em 1991 e travou até 1995 uma guerra contra rebeldes sérvios apoiados pelo governo de Belgrado. A Croácia entrou na UE em 2013 e a Sérvia luta pela adesão ao bloco.

As autoridades croatas estão encaminhando os imigrantes para o norte, em sua fronteira com a Hungria, que por sua vez os envia para a Áustria. Mas a Croácia enfrenta dificuldades para manejar esse fluxo.

Um acampamento estabelecido em Opatovac, no leste do país, está rapidamente atingindo a capacidade máxima, enquanto milhares de pessoas estão amontoadas num grande descampado entre Sid e Tovarnik, algumas delas a dormir num cemitério.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!