Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Crescimento da economia caiu 0,1% em 2012

O nível de crescimento da economia moçambicana registou uma queda de 0,1%, em 2012, face ao ano anterior. Esta é a conclusão da avaliação dos peritos do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativamente ao Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Em termos reais, o incremento foi de 7,2% com a agricultura, pecuária, silvicultura e actividades relacionadas a comparticipar na economia com um peso de 23% do PIB gerado na economia no período em análise.

Seguiram-se os ramos da indústria transformadora e dos transportes e comunicações, com uma participação de 12% cada, de acordo ainda com o INE, anotando a seguir que o ramo do comércio e serviços de reparação teve um peso de 11%.

Os ramos financeiros e de aluguer de imóveis e serviços prestados às empresas tiveram um peso de 6% cada, contra peso de 30% dos restantes ramos de actividade. Entretanto, no segundo trimestre de 2013, o crescimento da economia moçambicana foi na ordem de 8,7%, o que representa uma aceleração da actividade económica, face ao trimestre anterior, na ordem de 4,4 pontos percentuais.

O desempenho da actividade económica no período em análise é atribuído em primeiro lugar ao sector primário que cresceu 10,4% com maior destaque para o ramo da indústria extractiva com 33,0%, seguindo-se depois o sector terciário que cresceu 8,6% impulsionado pelo ramo dos transportes e comunicações com 15,5%. O sector secundário também teve uma evolução positiva, dado o desempenho do ramo da construção na ordem de 8,6%.

O INE destaca que a agricultura, pecuária, silvicultura e actividades relacionadas foi o ramo com maior participação na economia com um peso no PIB, de 30%, seguido pelos ramos do comércio e serviços de reparação, com 12%, dos transportes e comunicações com 11%, da indústria transformadora com 10%, de serviços de arrendamento de imóveis e prestação de serviços às empresas e os serviços financeiros, com um peso de 5% cada.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!