Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Publicidade

Covid-19: novo máximo de infectados em 24 horas com explosão de infecções na Cidade de Maputo e pela Províncias de Tete. Vítimas mortais da pandemia ultrapassam 960

coronavirus1007-dash-positividade

Pela 1º vez desde o início da pandemia respiratória foram identificados 1.686 casos positivos em apenas 24 horas em Moçambique, 999 deles na Cidade de Maputo e 312 na Província de Tete. Ainda este sábado(10) o Ministério da Saúde anunciou que mais 15 moçambicanos perderam a vida devido a covid-19 elevando para 962 o cumulativo de vítimas mortais.

Um novo recorde de infectados foi registado em 24 horas em Moçambique com a identificação de 1.686 novos infectados pelo SARS-CoV-2, todos em resultado de transmissões locais e 477 moçambicanos, que elevaram para87.935 o cumulativo de casos positivos registados desde Março de 2020.

A Cidade de Maputo passou a ter 6.920 casos activos com a detecção oito novos infectados no Distrito Municipal da Katembe, 59 no Distrito Municipal de Kamaxaqueni, 82 no Distrito Municipal de Kamubukwana, 116 no Distrito Municipal de Kamavota, 173 no Distrito Municipal de Kanlhamanculo e 921 no Distrito Municipal de KamPfumo.

Na Província de Tete foram diagnosticados um novo infectado no Distrito de Doa, três no Distrito de Angónia, três no Distrito de Tsangano, quatro no Distrito de Marara, seis no Distrito de Changara, nove no Distrito de Mutarara, onze no Distrito de Marávia, 12 no Distrito de Zumbo, 18 no Distrito de Mágoe, 18 no Distrito de Chifunde, 19 no Distrito de Cahora-Bassa, 36 no Município de Moatize, 42 no Distrito de Chiúta, 46 no Distrito de Macanga e 91 na Cidade de Tete.

Pela Província de Maputo foram identificados cinco novos infectados no Município de Boane, 49 na Cidade da Matola e 73 no Distrito de Marracuene.

A Província de Gaza passou a ter 582 casos activos com a detecção de um novo infectado no Distrito de Guijá, dois no Município de Mandlakazi, sete no Distrito de Chongoene, 12 no Distrito de Limpopo, 18 no Município do Chókwè, 23 no Distrito de Bilene e 53 na Cidade do Xai-Xai.

Outros surtos eclodiram com 41 novos infectados na Cidade do Chimoio, 25 na Cidade da beira, 16 no Distrito de Zavala, nove na Cidade de Quelimane, oito na Cidade de Pemba, sete na Cidade de Nampula, cinco no Distrito de Inhassoro, quatro na Cidade de Inhambane, quatro no Distrito de Inharrime, dois no Distrito de Jangamo, dois no Município da Maganja da Costa, um no Distrito de Lugela, um no Município de Milange, um no Distrito de Molumbo, um no Município de Vilankulo, um no Distrito de Mopeia, um no Município do Dondo, um no Distrito de Ile e um no Município de Angoche.

O Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde(MISAU) revela que ascendeu a 962 o cumulativo de vítimas mortais da pandemia com a notificação de mais 15 óbitos em pacientes infectados pelo novo coronavírus, oito do sexo masculino e sete do sexo feminino, todos de nacionalidade moçambicana e cujas idades variam entre 24 e 83 anos. 

“Destes, dez óbitos foram declarados no dia 9/07/2021 e cinco foram declarados no dia 10/07/2021″ reporta o MISAU que indica terem subido para 351 os pacientes internados no covidários após o registo de 61 novos internamentos e 25 altas hospitalares.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!