Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Costa do Marfim admite favoritismo do Brasil no “grupo da morte”

O novo treinador da Costa do Marfim, o sueco Sven-Goran Eriksson, declarou na segunda-feira que sua equipe sairá viva do chamado “grupo da morte” do Mundial de 2010, onde estão Brasil, Portugal e Coreia do Norte, e reconheceu que a selecção brasileira é uma das favoritas.

“Já sei que chamam o grupo de grupo da morte, mas isso quer dizer apenas que o desafio é maior. Não será fácil, mas creio que a Costa do Marfim, com todos os seus talentos, pode passar”, disse Eriksson à agência PA. O técnico de 62 anos, nomeado no domingo técnico dos “Elefantes”, definiu a Costa do Marfim como “uma boa nação de futebol, com muitos jogadores bons” e reconheceu que o Brasil é uma das selecções favoritas.

“O Brasil é um dos favoritos e Portugal um dos melhores equipas da Europa. Mas há seis países africanos na Copa, que ocorre na África pela primeira vez, e estou certo de que dois ou três países vão surpreender, espero que o nosso seja um deles”, afirmou. Segundo Eriksson, a selecção da Costa do Marfim, que poderá jogar contra a Espanha na segunda fase da Copa sul-africana, conta com grandes jogadores, como Didier Drogba, Emmanuel Eboué ou Taya Touré.

“Didier Drogba é um dos melhores atacantes do mundo, o que foi demonstrado durante muitos anos da Premier League”, completou. Eriksson, que também treinou a seleção do México, substituiu o bósnio Vahid Halilhodzic, despedido depois da derrota contra a Argélia nas quartas de final da Copa Africana de Nações, disputada em janeiro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!