Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Costa do Marfim admite favoritismo do Brasil no “grupo da morte”

O novo treinador da Costa do Marfim, o sueco Sven-Goran Eriksson, declarou na segunda-feira que sua equipe sairá viva do chamado “grupo da morte” do Mundial de 2010, onde estão Brasil, Portugal e Coreia do Norte, e reconheceu que a selecção brasileira é uma das favoritas.

“Já sei que chamam o grupo de grupo da morte, mas isso quer dizer apenas que o desafio é maior. Não será fácil, mas creio que a Costa do Marfim, com todos os seus talentos, pode passar”, disse Eriksson à agência PA. O técnico de 62 anos, nomeado no domingo técnico dos “Elefantes”, definiu a Costa do Marfim como “uma boa nação de futebol, com muitos jogadores bons” e reconheceu que o Brasil é uma das selecções favoritas.

“O Brasil é um dos favoritos e Portugal um dos melhores equipas da Europa. Mas há seis países africanos na Copa, que ocorre na África pela primeira vez, e estou certo de que dois ou três países vão surpreender, espero que o nosso seja um deles”, afirmou. Segundo Eriksson, a selecção da Costa do Marfim, que poderá jogar contra a Espanha na segunda fase da Copa sul-africana, conta com grandes jogadores, como Didier Drogba, Emmanuel Eboué ou Taya Touré.

“Didier Drogba é um dos melhores atacantes do mundo, o que foi demonstrado durante muitos anos da Premier League”, completou. Eriksson, que também treinou a seleção do México, substituiu o bósnio Vahid Halilhodzic, despedido depois da derrota contra a Argélia nas quartas de final da Copa Africana de Nações, disputada em janeiro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!