Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Coreia do Sul aumenta vigilância diante da movimentação de mísseis do Norte

A Coreia do Sul disse, esta, Quarta-feira (10), que há uma probabilidade “muito alta” de que a Coreia do Norte, que há semanas faz ameaças de guerra, lance um míssil de médio alcance a qualquer momento como uma demonstração de força, apesar dos esforços diplomáticos para amenizar a sua posição.

O ministro das Relações Exteriores sul-coreano, Yun Byung-se, disse que a Coreia do Sul pediu à China e à Rússia para intercederem junto à Coreia do Norte para aliviar a tensão que se acumula desde que o Conselho de Segurança da ONU aplicou novas sanções a Pyongyang depois do seu terceiro teste com armas nucleares, em Fevereiro.

Outras autoridades em Seul disseram que a vigilância sobre as actividades da Coreia do Norte foi reforçada. Os transportadores de mísseis foram vistos na província de Hamgyong do Sul, ao longo da costa leste da Coreia do Norte – um possível local de lançamento.

Em Washington, o almirante Samuel Locklear, comandante das forças dos Estados Unidos na região do Pacífico, também disse que o Exército dos EUA acredita que a Coreia do Norte deslocou um número não especificado de mísseis Musudan para sua costa leste.

O Musudan pode alcançar alvos a uma distância de 3,5 mil km ou mais, de acordo com a Coreia do Sul, o que colocaria o Japão ao alcance e pode até ameaçar a ilha de Guam, sede de bases militares norte-americanas. A Coreia do Sul pode ser alcançada pelos mísseis Scud de curto alcance.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!