Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Conselho Presidencial pede descongelamento de activos na Líbia

O presidente do Conselho Presidencial do Governo líbio de União Nacional, Fayez al-Sarraj, pediu o levantamento imediato do congelamento dos ativos líbios, para permitir ao Governo de União Nacional satisfazer as necessidades básicas da população.

Falando à margem duma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa dos 28 países-membros da União Europeia (UE), Sarraj considerou “um absurdo” o sofrimento dos cidadãos que não conseguem ter pão e cobrir as suas despesas diárias, “como se fossemos um país pobre”.

Um comunicado divulgado quarta-feira pelo serviço de imprensa do presidente do Conselho Presidencial indica que “o crime organizado e a migração ilegal não podem ser ignorados, nem a envergadura do drama que provocam, depois que o Mediterrâneo se tornou numa vala comum para inocentes cuja última viagem “começa a partir das nossas costas”.

“Temos todos uma responsabilidade moral e devemos trabalhar num programa completo que resolva o problema nas suas raízes, desde a questão das fronteiras e dos países vizinhos e não visar apenas os navios ou reinstalar os migrantes”, sublinhou o presidente do Conselho Presidencial líbio.

Sarraj indicou que já começou a elaborar uma estratégia e um projeto nacional para pôr termo ao flagelo do terrorismo na Líbia, eliminado-o com esforços líbios. Ele congratulou-se pela ajuda da comunidade internacional, rejeitando as ingerências e a violação da soberania da Líbia.

“Não estamos isolados do mundo, mas a soberania da Líbia não pode ser objecto de concessões”, afirmou, acrescentando que a União Europeia era uma parceria chave para a Líbia.

“Fazemos face a desafios juntos, devemos contudo trabalhar juntos num quadro institucional baseado em acordos de parceria para encontrar soluções comuns”, considerou.

Ele reiterou que o Governo de Reconciliação Nacional é um Governo de todos os Líbios, dos que o apoiam e dos que a ele se opõem, explicando que ele está a trabalhar na aplicação do acordo político líbio e para restabelecer a segurança, a ordem, o direito e o respeito pelos direitos humanos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!