Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ADVERTISEMENT

Como tratar a água para evitar doenças

Como tratar a água para evitar doenças

Todos os anos morrem em Moçambique milhares de pessoas, principalmente crianças, por causa de doenças como a cólera, diarreias, desenteria, e outras. A nível mundial, 4 biliões de pessoas adoecem anualmente com diarreia e cólera, que provocam cerca de 2 milhões e meio de mortes, principalmente entre crianças.
Uma das causas destas doenças é a água contaminada. Muitas veze, a água dos poços, dos rios, e, por vezes, mesmo a água canalizada (das torneiras) transporta bactérias, vírus e parasitas que provocam doenças. Para evitar doenças devemos, portanto, começar por tratar a água.

Como tratar a água

Há várias maneiras de melhorar a qualidade da água:
1.  Deixar a água num recipiente durante algum tempo: as substâncias que fazem a água ficar turva vão para o fundo, e a água fica mais límpida. Mas este método não elimina as bactérias, os vírus, e parasitas, etc.
2.  Ferver a água – é o melhor método. Ferver a água durante pelo menos 5 (cinco) minutos, mata qualquer microrganismo causador de doenças. O problema é que exige carvão, lenha, gás, petróleo ou outro combustível que muitas vezes não é possível obter ou é muito caro.
3.  A pasteurização da água – tem o mesmo efeito da fervura, mas requer mais tempo. Consiste em aquecer a água a temperaturas de 70°C-75°C, durante pelo menos 1 hora.
4.  Filtragem com filtros domésticos, como os filtros cerâmicos, filtros de areia e outros. Grande parte da matéria sólida existente na água é removida, mas nem todos os microrganismos que provocam doenças. Além disso, os filtros produzidos para venda comercial são caros, e os produzidos com material local são normalmente pouco eficazes.
5.  Desinfectar a água com cloro. Mata os microrganismos (bactérias e vírus), mas não é eficaz contra todos os parasitas. Este tipo de tratamento exige uma aplicação por especialistas, porque o cloro é muito corrosivo.
6. Desinfecção da água utilizando o sol (SODIS):
SODIS (do inglês, Solar Disinfection) é um método simples de tratamento da água que combina os raios solares com o calor, para destruir bactérias, vírus e parasitas. A água contaminada é colocada em garrafas de plástico transparentes e exposta ao sol.
O método SODIS foi apresentado pela primeira vez numa publicação do UNICEF em 1984. Em seguida foram feitas pesquisas pelo Instituto Federal de Ciência e Tecnologia Ambiental da Suíça, que comprovaram que o SODIS melhora a qualidade da água tornando-a potável.
O SODIS é hoje recomendado pelo UNICEF e pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como “uma alternativa nova e inovadora de desinfecção da água para consumo humano.”
O SODIS está a ser aplicado já há vários anos na Índia, nalguns países africanos, na Bolívia, no Peru, na Colômbia, na Guatemala, na Nicarágua, no Uzbequistão e em muitos outros. É também uma componente do Programa de Água e Saneamento do Banco Mundial para a América Latina.

REGRAS A OBSERVAR

As garrafas coloridas não servem. Devem usar-se garrafas transparentes, que não bloqueiam os raios ultravioleta.
Água turva: a água com partículas em suspensão deve primeiro ser tratada e só depois submetida ao sistema SODIS. As partículas maiores podem ser eliminadas colocando a água num recipiente durante um dia, para as partículas irem para o fundo. Depois a água é decantada.
A matéria sólida pode também ser separada por filtragem, usando uma camada de areia ou um pano.
Se a turvação de água não puder ser reduzida, será necessário fervê-la ou, se quisermos utilizar o método solar, submetê-la a uma temperatura de pelo menos 70 graus centígrados durante uma hora.
Oxigenação: O SODIS é mais eficaz quando a água contém altos níveis de oxigénio. Para conseguir isto:
 – Coloca-se na garrafa a água a ser tratada de modo a encher cerca de 2/3 da garrafa;
 – Coloca-se a tampa na garrafa e agita-se com força durante 20 segundos;
 – Em seguida enche-se completamente a garrafa e tapa-se.
 – Coloca-se então a garrafa ao sol, na posição horizontal.
A água estagnada, principalmente de tanques, cisternas e poços, deve ser sempre oxigenada antes da exposição à luz solar.
A experiência mostra que as garrafas só devem ser agitadas no início do processo SODIS. Depois de colocadas ao sol, não se deve mexer nas garrafas, porque isso reduz a eficácia do processo.

QUE TIPO DE GARRAFAS UTILIZAR?

1.  Recomenda-se o uso de garrafas plásticas brancas transparentes, porque transmitem bem a luz UV-A. As garrafas azuladas não funcionam bem.
Garrafas de plástico ou de vidro?
2.  O vidro ordinário com 2 mm de espessura não transmite quase nenhuma luz UV-A. Por isso, as garrafas de vidro não devem ser usadas para o SODIS.
Tamanho das garrafas
3.  As garrafas usadas para o SODIS não devem ter uma profundidade superior a 10 cms. Porquê? Porque quando a profundidade aumenta, o efeito dos raios UV diminui. Não se deve usar, por isso, garrafas de mais de 2 litros.
Envelhecimento das garrafas plásticas
4.  Quando as garrafas plásticas ficam velhas, quebradiças, com rachas, isso diminui a transmissão de UV, e o processo SODIS não é eficaz. Nestes casos, as garrafas devem ser substituídas por outras novas.
Se forem tratadas com cuidado, as garrafas duram cerca de 6 meses.

COMO CONSEGUIR MELHORES RESULTADOS

A eficácia do SODIS aumenta muito quando se utiliza um reflector solar para elevar a temperatura da água. O reflector é construído com uma caixa (pode ser de cartão, como as das embalagens) forrada na parte de dentro com papel de alumínio. (No entanto, o reflector não é indispensável).

 –  As garrafas são colocadas dentro da caixa exposta ao sol, na posição horizontal, com a parte preta por baixo.
–   O uso do reflector solar permite reduzir o tempo de exposição ao sol de 6 para 4 horas, sem prejuízo da eficiência do SODIS. 

–  Utilizando-se o reflector solar, com um tempo de exposição de 6 horas tem-se, além do processo de desinfecção, o processo de pasteurização solar.

COMO APLICAR CORRECTAMENTE O SODIS

1.  Verifique se as condições climáticas são adequadas ao SODIS.
2.  Recolha algumas garrafas plásticas de 1 a 2 litros. Lave-as bem, com sabão.
(Pelo menos 2 garrafas para cada membro da família devem ser expostas ao sol, enquanto a água de outras 2 garrafas está a ser consumida).
3.  Pinte um dos lados das garrafas (a parte que vai ficar em baixo) com cor preta. Isto permite que a água aqueça mais rapidamente.
4.  Verifique se a água está suficientemente límpida para o SODIS. A água muito turva tem de ser filtrada antes de o SODIS poder ser aplicado.
5.  Faça a oxigenação da água, como foi explicado em cima (2/3 de água, tapar, agitar durante 20 segundos, depois encher completamente e tapar bem a garrafa).
6.  As garrafas devem ficar bem cheias, com as tampas bem fechadas.
7.  Escolha um lugar adequado para colocar as garrafas, por exemplo uma chapa de zinco num lugar com sol e onde a sombra não chegue (por exemplo no telhado) e protegido do vento. Coloque as garrafas na posição horizontal, com a parte pintada de preto por baixo.
8.  Exponha as garrafas ao sol durante 6 horas se o céu estiver claro ou pouco nublado.
9.  Exponha as garrafas ao sol durante 2 dias consecutivos se o céu estiver mais de 50% nublado.
10. Se conseguir uma temperatura da água de 50°C, um tempo de exposição de 4 horas é suficiente para a desinfecção.
11.  Se conseguir uma temperatura da água de 70°C, uma exposição de 4 horas torna a água completamente potável.
12.  Durante os dias de chuva, o SODIS não funciona. Recomenda-se nestes dias aproveitar a água da chuva ou ferver.
13.  Não colocar a água tratada em recipentes contaminados. Conservar a água de preferência nas próprias garrafas que foram utilizadas para o SODIS.
14.  Substitua as garrafas velhas e quebradiças ou com rachas.
15.  Uma pessoa da família deve ficar responsável por colocar as garrafas de SODIS ao sol.
16.  Coloque as garrafas ao sol de manhã cedo.
Nota: Se não for possível encontrar tinta preta pode-se aplicar outra substância. Por exemplo, pó de carvão misturado com cola ou com resina de árvores.

ERROS FREQUENTES NA UTILIZAÇÃO DO SODIS

– As garrafas são colocadas num lugar com sol, mas depois de algum tempo esse lugar fica na sombra.
– As garrafas são colocadas com a parte pintada de preto voltada para o sol.
– As garrafas não são colocadas na posição horizontal.
– A água está muito turva, não foi previamente decantada ou filtrada.
– Não se removem os rótulos das garrafas.
– Não se enchem completamente as garrafas ou não ficam bem tapadas.
– As garrafas são velhas, quebradiças e com rachas, não têm tampas, ou são coloridas.

TESTES REALIZADOS EM MOÇAMBIQUE

Para termos a certeza de que o SODIS purifica realmente a água, foram feitos testes pelo Laboratório Nacional de Higiene de Alimentos e Águas do Ministério da Saúde. No final dos testes este Laboratório elaborou o seguinte relatório, que confirma a eficácia deste método:
O Ministério da Saúde, através do Laboratório Nacional de Higiene de Alimentos e Águas realizou testes nos dias 22 a 30 de Novembro de 2005, para verificar a eficiência do método SODIS, tendo obtido os resultados seguintes:
Água Não Tratada – usada na Amostra
– Coliformes totais (NMP/100ml) > 2 400
– Coliformes fecais (NMP/100ml) 460

Água depois de tratada com SODIS
– Coliformes totais (NMP/100ml) < 3
– Coliformes fecais (NMP/100ml) < 3

Colocam-se as garrafas num local com muito vento. O ar arrefece a água, o que prejudica a sua desinfecção.

 

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!