Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Guerra em Moçambique: comboio de passageiros retido em Muanza

Um comboio de passageiros que partiu da Beira, por volta das 11h:00 desta terça-feira (01), com destino à província de Tete, foi retido no posto administrativo de Condue, no distrito de Muanza, na província de Sofala, pelas Forças de Defesa e Segurança (FDS), em virtude de um confronto com supostos homens armados da Renamo.

Segundo apurámos, locomotiva seguiu a viagem até ao seu destino mas as FDS obrigaram os passageiros a desligar os telefones celulares durante o momento em que estiveram retidos com vista a evitar comunicações com os seus familiares e com quaisquer outras pessoas.

Ainda não há versão do Governo sobre este incidente mas sabe-se que a locomotiva em causa passou viajar sob vigia das FDS desde a eclosão da tensão político-militar em Moçambique.

Enquanto isso, presumíveis guerrilheiros da Renamo voltaram a protagonizou, na segunda-feira (30), dois ataques contra colunas de viaturas no troço Muxúngué-Save, facto que resultou no ferimento de duas pessoas, das quais uma em estado grave.

A primeira emboscada aconteceu por volta das 09h:00, na zona de Zove, e a segunda, por volta das 15h:00, na zona de Mutigunti.

 

CONFIRA OS INCIDENTES QUE TEMOS REGISTADOS DESDE O REINÍCIO DA GUERRA EM MOÇAMBIQUE

{jumi [*35]}

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!