Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Comboio da rio tinto descarrila na Linha de Sena

Uma composição ferroviária da companhia mineira Rio Tinto descarrilou, Quinta-feira, na linha de Sena, província central de Tete, em Moçambique, interrompendo a circulação de locomotivas de passageiros e carga.

Este é o segundo descarrilamento ocorrido nos últimos três meses envolvendo uma composição ferroviária da mesma empresa, que está a explorar carvão mineral em Tete.

O director executivo da empresa Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) – Centro, Cândido Jone, é citado pelo jornal “Diário de Moçambique“ como tendo dito que a circulação de comboios de passageiros e carga foi restabelecida no último sábado.

Jone disse desconhecer as causas do incidente, ocorrido na região de Cambulatsissi, em Moatize, e que foi criada uma comissão de inquérito para investigar o caso.

Sem quantificar os prejuízos, Cândido Jone considerou-os elevados, considerando que a composição ferroviária incluía 42 vagões com 2.620 toneladas de carvão mineral.

Os prejuízos incluem ainda danos nas travessas e o material fixo, numa extensão de cerca de quatro quilómetros.

“Os prejuízos são enormes, para todos os efeitos, pois dois dias de paralisação são muito tempo, se atendermos ao facto de que contamos com seis comboios diários “, disse o director executivo dos CFM-Centro.

O descarrilamento gerou transtornos aos passageiros, que ficaram retidos durante dois dias, e a companhia Vale Moçambique também ficou prejudicada, visto que não conseguiu transportar o seu produto para o Porto da Beira, ponto de partida para a exportação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!