Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Combates entre comunidades rurais deixa pelo menos 60 mortos na Nigéria

Combates entre pastores fulani e camponeses do grupo étnico eggon deixaram pelo menos 60 pessoas mortas na região central da Nigéria, a maioria por cortes de catana, disse a polícia, esta quinta-feira (28).

Os conflitos irromperam na quarta-feira no Estado de Nasawrawa, uma semana depois de alguns aldeões eggon terem acusado os fulanis de roubar cabeças de gado, disse o porta-voz da polícia de Nasarawa, Umaru Ismaila, por telefone.

“A informação que temos é de 60 mortos do confronto na vila de Tudun-Ababu”, disse ele. “Alguns corpos foram queimados a ponto de impossibilitar o reconhecimento.”

Centenas de pessoas foram mortas no último ano em confrontos entre os fulani, um grupo semi-nómada e criador de gado, contra comunidades instaladas que praticam uma mistura de agricultura e pecuária. Os conflitos foram motivados, principalmente, por disputas sobre o uso da terra.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!