Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Combates em Lugansk deixam 16 civis mortos e 114 feridos, segundo separatistas

Pelo menos 16 civis morreram e 114 ficaram feridos por bombardeamentos de artilharia e disparos de mísseis nas últimas 24 horas em Lugansk, uma das duas regiões rebeldes pró-Rússia do leste da Ucrânia, informaram nesta quarta-feira os separatistas.

A ministra da Saúde da autoproclamada república popular de Lugansk, Larisa Airapetian, divulgou os números em conferência de imprensa, segundo informam as agências russas. “Segundo os nossos dados preliminares, em Stajanov morreram 13 pessoas, em Krasni Luch duas e outra em Lugansk” (capital da região), afirmou.

A dirigente separatista disse ainda que nessas 24 horas registaram-se 114 feridos, que foram transferidos para vários hospitais, a maioria deles em Stajanov e Lugansk. “Só no hospital regional ingressaram 71 feridos, dos quais 14 estão em terapia intensiva”, explicou a ministra.

Os combates no leste da Ucrânia aumentaram após a ofensiva lançada na sexta-feira passada pelos separatistas para conquistar localidades em mãos das forças governamentais. A ofensiva foi denunciada pelo governo de Kiev como uma violação flagrante dos acordos de paz de Minsk, assinados em setembro do ano passado.

O governo ucraniano declarou ontem alerta máximo em todo o território nacional e situação de emergência nas regiões de Donetsk e Lugansk. Por sua parte, os separatistas asseguraram hoje que as tropas ucranianas estão a recuar e sofreram grandes baixas em Debaltsevo, na região de Donetsk.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!