Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Combate à insegurança alimentar carece de seis milhões de euros

A Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP) necessita de seis milhões de euros para materializar a estratégia da segurança alimentar, reduzir a insuficiência de alimentos e aumentar a produção agrícola.

Segundo o director de cooperação daquele organismo, Manuel Lapão, para angariar o dinheiro em falta será lançado, em Março de 2014, a campanha “Juntos Contra a Fome” com o intuito de sensibilizar os parceiros a apoiarem material e monetariamente os pequenos produtores e as pessoas sem recursos básicos de sobrevivência.

A ajuda em alusão poderà maximizar a produção agrária através da introdução paulatina de uma agricultura mecanizada e sustentável, capaz de dinamizar a economia e estancar a fome que ainda constitui um problema sério para os países membros da CPLP.

Lapão, que falava numa Reunião do Conselho de Ministros, realizada esta quinta-feira (18), em Maputo, indicou que a Comunidade vai apostar nas universidades como intervenientes chave para o desenvolvimento de investigações que possam trazer novas soluções para o défice da produção agrícola e estancar a insegurança alimentar e nutricional.

Sem avançar estatísticas, o director de cooperação da CPLP disse que, apesar da fraca capacidade de produção devido ao uso de meios primitivos, dependência das condições naturais e fraco financiamento por parte dos governos, o organismo regista avanços no que diz respeito aos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!