Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Com os novos salários em Abril A maioria dos trabalhadores não terá razões para sorrir

O fraco desempenho das empresas nacionais em 2009, devido à crise financeira global, poderá ter influência no próximo reajuste salarial, que provavelmente estará abaixo dos índices registados nos dois últimos anos, adverte a Confederação das Associações Económicas de Moçambique, CTA.

Na semana passada, o porta-voz da CTA, João Jeque, disse publicamente que apesar do “bom ritmo” do diálogo entre os membros do Conselho Consultivo do Trabalho (CCT), era importante refrear as expectativas dos trabalhadores, alegadamente por não se esperar que o crescimento económico atinja, em 2010, os níveis esperados. “É preciso conter as expectativas dos trabalhadores. O ano passado não foi muito bom para todos, devido à crise económica mundial. Por isso, duvidamos que o reajuste salarial deste ano seja igual ao dos últimos dois anos”, afirmou Jeque.

Em Moçambique, os salários são revistos anualmente por uma equipa conjunta, designada Conselho Consultivo do Trabalho, que integra o Governo, o sector privado e sindicatos dos trabalhadores. Em 2008 e 2009, os reajustamentos salariais atingiram médias de 16 e 17 por- cento, respectivamente, sendo de esperar que o agravamento, na semana finda, dos preços de combustíveis líquidos, a níveis que vão de 10 a 15 porcento, se poderá repercutir no já quase insuportável custo de vida para a maioria dos moçambicanos.

Dificuldades dos empregadores

Esta situação, segundo a CTA, vai “por tabela” provocar maiores dificuldades às entidades empregadoras. “Importa frisar que para determinar o salário mínimo, o Governo toma em consideração dois pressupostos importantes, que são a inflação e o crescimento económico”, frisou João Jeque, acrescentando que a proposta do CCT para o reajustamento de salários será submetida ao Conselho de Ministros até 15 de Abril próximo, mês em que os novos salários entrarão em vigor.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!