Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cimentos investe 130 milhões de euros

A empresa Cimentos de Moçambique (CM), pertecente ao grupo português CIMPOR, pretende investir nos próximos três anos, cerca de 130 milhõesde euros, em projectos diversos a serem levados a cabo nas suas unidades fabris que operam no país, nomeadamente, as fábricas de cimento da Matola, na provícia de Maputo, zona Sul do país, Dondo na provínciacentral de Sofala e Nacala na província de Nampula, Norte do país. de Dondo, com capacidade para produzir diariamente mil e quinhentas toneladas de cimento.

 

O aumento da capaci-dade de produção nesta unidade fabril irá dar lugar a criação de pelo menos 100 novos postos de trabalho directos. O mesmo valor será investido nos esforços que a companhia de cimentos está a evidar no sentido de até o próximo ano ter já instalado e em funcionamento um novo moínho com vista a aumentar a sua capacidade de produção passando das actuais seiscentas mil toneladas de cimento/ano para para cerca de um milhão de toneladas/ano, com vista a responder às necessidades do mercado.

 

Avançou-se que a fábrica de cimentos da Matola conta actualmente com um mercado para os seus produtos avaliado em cerca de 650 mil toneladas/ano de cimento, contra as cerca de 600 mil toneladas/ano produzidas, cifras que equivalem dizer que existe um défice de 50 mil toneladas em relação à procura. Outras actividades para as quais o montante a ser investido será direccionado, estão relacioandas com a conclusão até ao fim do presente ano das medidas que estão a ser levadas a cabo em coordenação com o Ministério para a Coordenação da Acção Ambiental (MICOA), visando mitigar os problemas ambientais, provenientes da poluição resultante das actividades das fábricas da Cimentos de Moçambique.

No âmbito dos investimentos a serem levados a cabo pela companhia nos próximos três anos, estão inclusas dentre outras actividadades, o recrutamento de técnicos qualificados, formação profissional intensiva dos existentes com vista a substituição dos técnicos expatriados, mitigação dos impactos ambientais, priorizar acções de segu-rança e saúde ocupacional, para além de realizar investimentos em actidades de carácter social.

Sobre os factores que contribuem para o sucesso das suas actividades, a direcção da companmhia de cimentos, aponta a estabilidade política em que o país se encontra, a inflação controlada abaixo dos dois dígitos, a variação cambial abaixo de 10%, o crescimento do Produto Interno Bruto em cerca de 7%, o acelerado investimento público em infra-estruturas sociais, construção de vias de comunicação com destaque para estradas e pontes em curso no país, e ainda o crescimento significativo das indústrias de comercialização de materiais de construção em cerca de dois dígitos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!