Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cidadão suicida-se junto à campa da mulher em Maputo

Um cidadão cuja identidade não apurámos pôs fim à sua vida, com recurso a uma pistola, junto à tumba da sua esposa, no cemitério de Lhanguene, na terça-feira (27), na capital moçambicana, por motivos desconhecidos.

O suicídio aconteceu à tarde e o malogrado tinha pelo menos 60 anos de idade. O seu cadáver foi achado sobre o túmulo da mulher, falecida em Abril em 2014.

Quando o @Verdade se fez ao local, o corpo do finado já tinha sido removido, mas o sangue que banhou a campa continuava intacto.

Testemunhas contaram que se tratava de um empresário cujo ramo de actividade desconhecem. Entretanto, um dos coveiros assegurou à nossa Reportagem que a vítima vendia sementes agrícolas.

Ainda segundo os nossos interlocutores, na manhã do mesmo dia, o cidadão deslocou-se à campa da mulher, onde depositou flores e foi-se embora. No período da tarde fez-se novamente ao local, mas já sem flores, o que dá azo para que se pense que de manhã evitou cometer o suicídio devido à movimentação de pessoas.

O finado fazia-se transportar num carro cuja chapa de matrícula não foi registada, o qual foi removido pela Polícia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!