Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cidadão enciumado espanca a mulher até à morte em Manica

Um homem de 42 anos de idade, identificado pelo nome Lavimó Muchaneta, está a contas com as autoridades policiais, desde a passada finda, na cidade de Chimoio, província de Manica, acusado de assassinar a esposa com as suas próprias mãos, supostamente porque ela mantinha em relação amorosa extraconjugal com um outro homem.

O caso aconteceu na passada quarta-feira (17), por volta das 23h00, no bairro 7 de Abril, onde o casal fixou residência.

Segundo testemunhas, Lavimó Muchaneta desentendia-se, constantemente, com a sua consorte e as discussões acabavam em pancadaria.

No dia em que a cidadã a morreu nas mãos do marido, ela encontrava-se na rua, perto de casa, a conversar com as vizinhas.

Diante de tal situação, o marido, que há tempo vivia enciumado, achou que a esposa estava a traí-lo com um outro homem. Quando a vítima chegou em casa, ele quis entender por que motivo a mulher estava fora, à noite.

Insatisfeito com a explicação, Lavimó partiu para a agressão física contra a senhora até falecer nas suas mãos, ajuntaram pessoas mais próximas do casal.

O visado confessou o crime à Polícia da República de Moçambique (PRM), mas alegou que surpreendera a mulher com um outro homem “no nosso quarto, por três vezes”, e espancou-a, sem a intenção de matá-la.

Elsídia Filipe, porta-voz da Polícia no Comando Provincial em Manica, Lavimó agrediu fisicamente a esposa com recurso a armas brancas, entre elas uma catana. Em seguida abandonou o corpo dentro da casa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!