Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cidadã morta no Niassa por um jovem foragido

Uma cidadã que em vida respondia pelo nome de Cândida Cássimo, de 28 anos de idade, foi assassinada a sangue frio, na semana finda, no povoado de Ndozi, distrito de Santa, província do Niassa, por motivos não esclarecidos.

Segundo a Polícia da República de Moçambique (PRM), o homicídio foi perpetrado um jovem identificado pelo nome de B. Omar, de 32 anos de idade, o qual se encontra foragido.

Alves Mate, porta-voz do Comando Provincial no Niassa, o suposto assassino cometeu o crime com recurso a uma zagaia. O jovem arremessou uma flecha contra a vítima terá, tendo-lhe atingido mortalmente, à noite.

“Não se sabe ainda as motivações que levaram a que o indivíduo cometesse o crime, mas estamos a trabalhar para neutraliza-lo de modo a esclarecer este caso macabro”, disse Mate.

O cadáver da malograda foi, de acordo com Mate, achado numa manhã nas imediações de uma machamba no povoado de Ndozi, onde Cândida e o presumível assassino residiam.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!