Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
Publicidade

China emite aviso de nevoeiro; Pequim tem segundo “alerta vermelho”

A China alertou os moradores de uma grande parte do sul do país nesta sexta-feira para que preparem-se para um nevoeiro sufocante no final de semana, cuja pior parte deve-se concentrar sobre Pequim, o que levou a capital a emitir o segundo “alerta vermelho” sobre a qualidade do ar na história.

O Centro Meteorológico Nacional disse que o fenómeno se estenderá de Xian, lar das famosas esculturas do Exército de Terracotta, por partes do centro da China, chegando a Pequim e subindo para as regiões de Shenyang e Harbin, no gelado nordeste da nação asiática.

A poluição atmosférica deve começar a manifestar-se na noite de sábado e durar até terça-feira, e a visibilidade nas áreas mais afectadas, como Pequim, deve ficar em menos de um quilómetro, afirmou a entidade.

O índice de poluição provavelmente irá ultrapassar 500 microgramas por metro cúbico em Pequim e em partes da província de Hebei, que envolve a capital, segundo o centro. Os moradores foram incentivados a ficar em casa quando o índice excede 300 microgramas por metro cúbico, de acordo com directrizes governamentais.

O governo da cidade de Pequim emitiu o seu primeiro “alerta vermelho” na semana passada, na esteira de críticas segundo as quais casos anteriores de presença de neblina não bastaram para desencadear o nível de alerta mais alto.

O segundo “alerta vermelho” foi emitido depois da assinatura do histórico acordo climático em Paris no começo deste mês, que estabeleceu um roteiro para que o mundo se distancie de uma economia baseada nos combustíveis fósseis dentro de décadas de forma a deter o aquecimento global.

Um “alerta vermelho” entra em vigor quando se acredita que a qualidade do ar irá exceder a marca de 200 microgramas por metro cúbico em um índice que mede a presença de vários poluentes durante pelo menos três dias. O governo considera essa marca muito insalubre.

Em Pequim, um “alerta vermelho” significa que cerca de metade dos veículos têm que sair de circulação, e adopta-se um sistema de placas pares e ímpares. As escolas são aconselhadas a fechar, e as construções ao ar livre ficam proibidas.

A agência ambiental de Pequim declarou que o “alerta vermelho” irá durar das 7h de sábado (horário local) à meia-noite de terça-feira.

A agência estatal de notícias Xinhua disse que a neblina será pior do que o da semana passada. “Partes do norte de China terão o pior smog deste ano a partir de sábado”, relatou, citando o Centro Meteorológico Nacional.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!