Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

China concede a Moçambique mais de sete milhões de Dólares

O Governo chinês doou a Moçambique, no começo de quinta-feira, da visita oficial de cinco dias à China do Primeiro-Ministro moçambicano, Aires Ali, 4,9 milhões de dólares e abriu também a seu favor um credito isento de juros de cerca de 2,2 milhões de dólares, para serem aplicados imediatamente no financiamento de vários projectos que visam acelerar o desenvolvimento do pais.

Estes montantes foram formalmente atribuídos através de dois acordos assinados pelos respectivos Ministros das Finanças, pouco depois do termino das conversações oficiais que se realizaram em Beijing entre delegações de ambos os países, e que na altura eram lideradas por Aires Ali e pelo seu homologo chinês, Wen Jibau.

Durante as conversações, Wen Jibau reiterou a vontade e determinação do seu país em continuar a apoiar o desenvolvimento socio-económico de Moçambique, um pais que vincou na altura ser Pátria de um povo amigo e aliado da China desde os tempos em que os dois países passavam por momentos verdadeiramente difíceis tanto para um como para o outro.

Na sua intervenção, o homologo de Aires Ali congratulou-se pelo facto deste ter sido nomeado no começo deste ano pelo Presidente Armando Guebuza para o cargo de Primeiro-Ministro, e justificou essa sua satisfação porque ‘’e’ um verdadeiro amigo da China’’. De notar que Aires Ali visitou antes a China quando exercia as funções de Ministro da Educação e Cultura, tendo conseguido incrementar o número de bolseiros moçambicanos que estudam agora nas universidades chinesas.

Wen Jibau destacou também as excelentes relações de amizade, solidariedade e cooperação bilateral e multilateral entre os dois países, vincando que neste momento as duas nações estão mais do que nunca determinadas a fazer sempre juntos frente aos desafios que cada uma delas tem ou venha a ter. Ele deixou claro que a ajuda mutua que os dois países e povos têm feito baseia-se nos princípios da solidariedade entre as nações do Sul ou em vias de desenvolvimento, e que a sua cooperação terá sempre em conta o postulado de ganhos mútuos.

Por sua vez, Aires Ali expressou-me muito satisfeito por poder voltar a visitar a China, um pais que vincou ser irmão e em que quando está nele sente-se como se estivesse em sua própria casa. ‘’Quero agradecer em particular a hospitalidade com que fomos recebidos, e que neste caso não nos surpreendeu, porque já nos habituaram sempre que cá chegamos, de tal modo que sempre nos sentimos como se estivéssemos na nossa própria casa’’, disse Aires Ali durante o improviso que fez no começo das conversações oficiais que marcaram hoje o começo desta sua primeira visita à China como Primeiro-Ministro e também a primeira oficial que faz a um pais estrangeiro desde que assumiu esta pasta no inicio deste ano.

Na sua alocução, Aires Ali destacou o facto de Wen Jibau ter sido um dos primeiros a felicita-lo quando foi nomeado por Armando Guebuza para o cargo de Primeiro- Ministro.

 LEGIOES DE EMPRESARIOS CHINESES DE MALAS AVIADAS PARA INVESTIREM EM MOÇAMBIQUE

Antes das conversações que, por assim dizer, foram o pontapé de saída desta visita de Aires Ali a este pais tão amigo e aliado fiel de Moçambique, Aires Ali teve uma série de encontros com varias delegações de empresários chineses que já investem em Moçambique ou que estão com esse interesse. Entre essas delegações, destaca-se uma que integrava os gestores da SOGICOA, de per si já muito conhecida pelos moçambicanos por estar envolvida na construção de varias obras de vulto em Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!