Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

China aprova comercialização de vacina de dose única contra a gripe H1N1

A China aprovou a comercialização de uma vacina de dose única contra a gripe H1N1, fabricada pelo laboratório chinês Sinovac, uma oportunidade excelente para esta empresa iniciante se tornar conhecida no exterior.

“A Autoridade Estatal de Alimentos e Medicamentos (SFDA) aprovou o registro da vacina contra a gripe A (H1N1) fabricada pelo laboratório chinês Sinovac”, anunciou Zhang Wei, director da agência reguladora, em um breve comunicado. “O conjunto de testes da vacina do Sinovac mostra que ela é muito segura”, disse Zhang Wei. O Sinovac anunciou em meados de Agosto o desenvolvimento de uma vacina contra a gripe suína de dose única, enquanto os grandes laboratórios ocidentais testam uma vacina de dose dupla.

“Não descobrimos efeitos negativos, é uma vacina saudável e segura”, assegurou Yin Weidong, presidente do Sinovac, ao discursar na sede do grupo em Zhongguancun, um bairro de Pequim conhecido como o “Vale do Sicílio” chinês. O Sinovac, criado em 2001, anunciou resultados positivos de seus testes clínicos de vacinas de dose única em 1.600 pessoas. Os grandes laboratórios ocidentais iniciaram testes clínicos com vacinas de duas doses.

O laboratório também participou nas pesquisas para lutar contra a pneumonia atípica Sars, que causou a morte de 800 pessoas no mundo, sendo 349 na China. A principal vantagem da vacina é sua eficácia com uma única aplicação, o que permite economizar as outras doses quando se sabe que a produção não será suficiente nos próximos meses. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já advertiu que não haverá vacinas suficientes contra o vírus, que já provocou a morte de mais de 2.000 pessoas no mundo.

Vários grandes laboratórios também admitiram que fabricarão menos vacinas contra a gripe H1N1 do que previam inicialmente, o que gera preocupação nos países que se preparam para um aumento de contágios com a chegada do inverno no hemisfério norte. A diretora geral da OMS, Margaret Chan, calculou em 900 milhões de doses a capacidade anual de produção mundial de vacinas contra a gripe, para uma população mundial de 6,8 bilhões de habitantes.

Em Julho, a OMS estimou que os grandes laboratórios poderiam produzir, a partir de meados de outubro, até 94 milhões de doses semanais, o que equivaleria a 4,8 bilhões de doses por ano. Mas em meados de Agosto, a organização revisou para baixo o número, indicando que deveria ser dividido por dois e até por quatro, com uma capacidade de produção de 1,2 bilhão de doses anuais. Consultados pela AFP, os grandes laboratórios admitiram que o rendimento da cepa é menor do que o previsto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!