Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

China afasta Bo Xilai da direção do Partido Comunista

O Partido Comunista da China suspendeu o político Bo Xilai do Comité Central e apontou a mulher dele, Gu Kailai, como suspeita do homicídio de um empresário britânico, em revelações que provavelmente sacudirão os projetos para a sucessão do poder no país.

A decisão de banir Bo do Comitê Central e do seu Politburo na prática põe fim à carreira do político mais polémico da China. Acreditava-se que Bo Xilai almejava um cargo importante na próxima liderança da China, que deverá ser apontada ainda este ano.

A agência de notícias oficial Xinhua confirmou a notícia da Reuters, divulgada algumas horas antes, de que Bo havia sido exonerado dos seus cargos no partido. Além disso, noticiou que a mulher dele é suspeita no assassinato do britânico Neil Heywood.

“Bo Xilai é suspeito de estar envolvido em violações disciplinares graves”, disse a agência de notícias, citando a decisão da liderança central do partido de suspender Bo da direcção. “A polícia formou uma equipe para investigar novamente o caso do cidadão britânico Neil Heywood, que foi encontrado morto em Chongqing”, disse a Xinhua, referindo-se ao grande município do sudoeste da China, onde Bo era o chefe do partido até ser destituído em março em meio a um escândalo.

“De acordo com os resultados da nova investigação, a evidência existente indica que Heywood morreu em decorrência de homicídio, do qual Gu Kailai e Zhang Xiaojun, um assistente da residência de Bo, são altamente suspeitos”, afirmou a agência de notícias, citando uma briga por causa de “interesses económicos” não identificados entre Gu e Heywood.

O Comité Central é um conselho com aproximadamente 200 membros plenos que se reúnem cerca de uma vez por ano e o Politburo é um órgão mais poderoso formado por cerca de duas dezenas de integrantes do Comité Central.

As revelações são o episódio mais recente do escândalo que não para de crescer ao redor de Bo e de sua família. O caso teve início quando o vice-prefeito, Wang Lijun, fugiu por 24 horas para um consulado norte-americano em fevereiro, alegando que Gu estava envolvida na morte de Heywood.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!