Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chilembene: FUNAE lança concurso para electrificar infraestruturas

O Fundo de Energia (FUNAE), uma instituição adstrita ao Ministério da Energia, acaba de lançar um concurso publico para a contratação de empreitadas para a electrificação de algumas infra-estruturas no Posto Administrativo de Chilembene, na província de Gaza, sul de Moçambique.

Chilembene, localizada no distrito de Chókwè, é a terra natal do primeiro presidente de Moçambique, Samora Machel. Segundo o anúncio de contratação publicado pelo FUNAE, pretende-se electrificar algumas infra-estruturas através do sistema Fotovoltáico (SPV), montagem de um sistema de bombeamento de água e montagem de aquecedores solares de água.

As infra-estruturas que vão beneficiar de electrificação com recurso a painéis solares não são especificadas. Esta iniciativa enquadra-se na comemoração do ano Samora Machel.

O Governo moçambicano decidiu homenagear Samora Machel, por ocasião do 25º aniversário da sua morte, e declarou o ano 2011 “Ano Samora Machel”, tal como aconteceu no ano passado, que foi dedicado a Eduardo Mondlane.

Nesse contexto, as cerimónias centrais terão lugar, certamente, na sua terra natal que já foi declarada Património Histórico e de Interesse Nacional.

De referir que as ainda não há detalhes sobre as actividades a serem desenvolvidas no âmbito da celebração do “Ano Samora Machel”, visto que o Governo ainda não lançou oficialmente a iniciativa, tendo apenas já anunciado que este ano será dedicado àquele herói nacional.

Machel morreu em Outubro de 1986, quando o avião presidencial em que se fazia transportar, ido da Zâmbia, despenhou em Mbuzine, África do Sul.

Com ele pereceram 34 membros da sua delegação, cujas reais circunstâncias da tragédia ainda não foram devidamente esclarecidas.

Entretanto, as autoridades moçambicanas acreditam que ele tenha sido assassinado pelo regime do Apartheid que vigorava na vizinha África do Sul quando se fazia transportar na aeronave do tipo “Tupolev-134A”, sob os comandos de uma tripulação cedida ao governo de Moçambique pela então União Soviética, vinha de uma missão de paz para a região Austral de África.

Machel Nasceu a 29 de Setembro de 1933, formou-se em enfermagem. Em 1963 ele deixou o país e foi juntar-se à Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) na Tanzânia.

Na FRELIMO, em 1966 ele foi nomeado chefe do novo Departamento de Defesa, na sequência da morte de Filipe Samuel Magaia e, mais tarde, em 1970, assumiu a presidência deste movimento até a declaração da independência do país.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!