Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chigubo aposta no turismo cinegético

O Governo do distrito de Chigubo, província meridional de Gaza, está apostar na melhoria do habitat da avestruz no Parque Nacional de Banhine (PNB) para desenvolver o turismo cinegético.

O esforço que o Executivo provincial está a desenvolver visa essencialmente fazer com que as condições do habitat da avestruz sejam semelhantes às existentes na Africa Austral, para tornar mais atraente o turismo cinegético (relativo à caça).

Alves Zitha, administrador do distrito, que não adiantou valores, disse que o PNB está em obras de restauração financiadas pelo Banco Mundial, que contemplam a construção de um santuário, um pista de aterragem, a reabilitação das instalações da sede, a vedação e a montagem de uma máquina de purificação de água potável.

Para além da avestruz, segundo Zitha, a reserva é também santuário de outras espécies, bastante apreciadas como elefantes, leões, xipene, oribi, impala, cudos, canguru, nyala, porco-espinho e bravo, cabrito cinzento, ratel, búfalo e uma vasta diversidade de pássaros e repteis.

No que respeita a infra-estruturas, o PNB dispõe actualmente de tendas com capacidade para albergar 10 turistas e os restantes poderão leva-las consigo beneficiando-se apenas das facilidades de balneários que esta instancia turística oferece.

Neste âmbito, o Executivo local está a negociar com alguns agentes económicos a construção de complexos de hospedagem para os visitantes, estando já montadas 14 caravanas com dois quartos e uma casade- banho interna.

Enquanto isso, Zitha revelou que estão em fase conclusiva as obras de construção de quatro rondáveis que, a título experimental, já começaram a minimizar o problema de falta de espaços para o alojamento na sede do distrito.

Na área de comunicação, o distrito de tem em funcionamento a rede de telefonia fixa na sede do distrito e nas zonas de Saúte, Queque e Solane enquanto se espera a implantação da rede de telefonia móvel.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!